Saúde

Sol, um banho de saúde

Com moderação e em horário adequado, a exposição ao sol promove a produção de vitamina D, fortalece ossos e células e ajuda na prevenção de inúmeras doenças.

Nas últimas décadas, o sol virou o vilão maior do envelhecimento precoce e de alguns tipos de câncer. Como resultado, nunca se usou tanto protetor solar. Hoje, ninguém se arrisca a sair de casa sem ele – nem mesmo bebês e crianças um pouco maiores são expostos ao sol sem proteção. Boas intenções à parte, esse excesso de zelo também está produzindo resultados indesejáveis. E, aos poucos, surgem as primeiras tentativas de reabilitar o sol à sua antiga condição de fonte de saúde.

Em qualquer idade, a exposição moderada ao sol fortalece os ossos, prevenindo contra osteoporose, osteomalacia e raquitismo. Protege as células contra certos tipos de câncer, diminui a incidência de ataques cardíacos e derrames, assim como de doenças auto-imunes, como esclerose múltipla, diabetes do tipo 1 e artrite reumatóide. Mesmo para a saúde psíquica, o sol traz benefícios, afastando o risco de depressões e amenizando problemas de síndrome pré-menstrual e distúrbios do sono.

É inegável que, com a diminuição da camada de ozônio, a incidência de raios solares nocivos tornou-se muito superior à capacidade natural de proteção do organismo. O auxílio de filtros e protetores, portanto, ficou indispensável. A questão é como, quando e quanto usar, já que o uso indiscriminado bloqueia também aquela quantidade de raios solares benéfica à saúde. Pesquisas indicam, por exemplo, que produtos com fatores de proteção 8 e 15 inibem a produção de vitamina D em 97,5% e 99,9%, respectivamente.

Por isso, alguns minutos diários de exposição ao sol sem protetor – de preferência, em trajes de banho e antes das 10 horas – deve fazer parte do roteiro de saúde de todas as pessoas. O cuidado é ainda mais importante na infância, quando a insuficiência de vitamina D pode levar ao raquitismo. As principais vítimas são os bebês amamentados ao peito, pois o leite materno é pobre em vitamina D – o que torna uso de suplementos recomendável no período de amamentação.

Para não correr riscos, após 15 a 20 minutos de exposição, aplique o protetor solar sobre todas as áreas expostas. Renove a aplicação a cada quatro horas ou depois de nadar. Com esses cuidados, você pode fazer do sol um grande aliado de sua saúde, sem prejuízos para a pele

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER