Recomendados:
Capa > Saúde > Saiba como bloquear a acidez estomacal
Saiba como bloquear a acidez estomacal

Saiba como bloquear a acidez estomacal

No mundo todo, muita gente sofre com os problemas causados pela acidez estomacal e a maioria não sabe como agir ou acaba agindo de forma errada. Saiba as reações causadas pelo mau uso de medicamentos contra a acidez.

Pesquisas nesse sentido têm correlacionado o contínuo uso de medicamentos antiácidos ao alto risco de fratura de costela, pneumonia, degeneração macular, baixo nível circulante de vitamina C e ao crescimento de bactérias intestinais clostridium difficile, causadora de infecção intestinal.

Além destas consequências, novas correlações têm surgido a partir de estudos recentes. Entre elas está a demência ou alteração cognitiva.

Um estudo analisou um grupo de 1558 afro-americanos com idade acima de 65 anos que não tinham sinais de demência, num período de cinco anos. Durante esse tempo, 275 (cerca de 17%) desenvolveram sinais de alteração cognitiva medida por testes padronizados. Porém, os que tomavam medicações contra acidez (bloqueadores H2) tiveram aumento do risco mais significativo em comparação com os que não tomavam.

Isso não é uma orientação médica, mas sim um alerta ao seu bom senso, mas, o contínuo uso destes remédios altera o processo digestivo podendo levar a muitos problemas. Tome muito cuidado!

Há razões pelas quais a natureza nos dá a capacidade de concentrar acidez no nosso estômago 100 mil vezes mais forte do que a acidez do nosso sangue. Essas razões incluem digestão e assimilação de mais de 20 nutrientes essenciais, mantendo a “barreira ácida” a infecções do intestino, e mantendo o adequado equilíbrio ácido alcalino para suportar o crescimento de bactérias amigas e desencorajar o crescimento de bactérias ruins como clostridium.

Apesar de você não ter ouvido nada a respeito disso até agora, tenha noção do que está fazendo e caso tenha algum problema de indigestão, refluxo gastresofágico, tome só antiácido sob a supervisão médica e procure conversar com um profissional familiarizado à medicina nutricional.

 

Referências bibliográficas:

- Gastroenterology and The American Journal of Physiology January 2002

- American Gastroenterology Association July 1, 2009

- Gastroenterology July 2009; 137(1):80-7, 87

- Archives of Internal Medicine May 10, 2010;170(9):751-8

- Archives of Internal Medicine May 10, 2010; 170(9):747-8

- U.S. News & World Report May 11, 2010

Comente!

O seu endereço de e-mail não será divulgado.Campos obrigatórios estão marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Livros do Dr. Rondó
Rolar até o topo