Bem-Estar

Retome o vigor e a vitalidade da sua juventude de forma segura, natural e permanente

A juventude é desperdiçada nos jovens.  Eu imagino que este pensamento já passou pela sua mente mais vezes que você possa contar.  Até você finalmente decifrar o que é importante na vida, chega uma hora que o vigor e a vitalidade já não estão mais presentes, não com aquela força e anseios da juventude. E quando você chega a alguma conclusão acaba percebendo que o tempo passou e é muito provável que você simplesmente aceite isso como uma coisa natural. Talvez você até pense que não tem mais escolha, não tem mais chance.

Mas, erga a cabeça! Eu tenho boas notícias para você.  Você tem sim uma nova chance.

 

Conheça os sinais e os sintomas do envelhecimento e saiba: você não tem que aceitá-los pacificamente!

Você pode estar pensando que vou falar sobre a testosterona. Mas desta vez não é sobre ele que vamos conversar!  O hormônio da vitalidade absolutamente necessária para o vigor jovem que você sente saudades chama-se o hormônio do crescimento (embora alguns membros da comunidade médica o chamem de somatotropina).

Dê uma olhada na longa lista de atividades sob a responsabilidade deste único hormônio:

·         reparo de tecidos danificados de ossos, órgãos e músculos;

·         manutenção da massa muscular;

·         regulagem da sensibilidade da insulina e queima de gordura;

·         promoção de um sistema imune saudável; e

·         apoio à saúde dos vasos sanguíneos, da pressão sanguínea e do nível de colesterol.

Não é então de se estranhar que um nível tão baixo deste hormônio possa ser responsável pelos sinais denunciantes da velhice, tais como perda muscular, força diminuída, capacidade aeróbica diminuída, densidade mineral dos ossos diminuída, baixa energia e gordura abdominal.

Mas estes sinais não são apenas sinais de velhice! Eles são sintomas de deficiência do hormônio do crescimento!

Na medida em que você envelhece, o seu corpo vai diminuindo a produção do hormônio do crescimento. Se um jovem adulto tivesse o seu nível de hormônio do crescimento, os médicos pensariam que algo estava terrivelmente errado e tomariam alguma medida necessária para corrigi-lo.  Mas quando se encontra o mesmo nível em alguém com 60 ou mais, esse fato é considerado simplesmente normal.

Daí eu te pergunto: normal pra quem?  Isto é tão normal quanto encontrar facilmente gêmeos siameses, ou quem sabe tão normal quanto o Congresso conseguir manter o orçamento.

É aqui que enxergamos um segundo grande problema.  A sua glândula pituitária libera o hormônio do crescimento em intervalos regulares durante o dia todo, como um pulso.  Quando você chega aos 25 anos de idade a força daquele pulso diminui em 50 por cento a cada sete anos, aproximadamente. Isso significa que você não só está produzindo menos hormônio, como também está com menos hormônio circulante no corpo.

E quando isto acontecer, a perda muscular e a energia reduzida será o seu menor dos seus problemas.  Ter um baixo nível de hormônio do crescimento circulante também foi demonstrado a aumentar o seu risco para doenças cardiovasculares e morte.

Felizmente, você pode restaurar o seu nível de hormônio do crescimento de uma forma segura e muito fácil e com isso reverter os sintomas do envelhecimento insalubre.

Você não tem que depender de injeções caras ou controversas para obter resultados.   A melhor maneira de fazê-lo?  Coma um bife, ou ovos, ou qualquer coisa que contenha alto teor de proteína.

A proteína abastece o seu corpo com aminoácidos que são incrivelmente vitais para a secreção do hormônio do crescimento. Ao estocar-se com alimentos ricos em proteínas ou tomar suplementos de aminoácidos, você estará tomando as providencias necessárias para estimular a liberação do hormônio do crescimento da sua glandula pituitária.

Ao contrário de muitos tratamentos naturais, você não tem que esperar dias, semanas ou até meses para notar a diferença. Existe uma pesquisa que revela que você pode incrementar o seu nível de hormônio da vitalidade em até 60 minutos.

A pesquisa mais impressionante nessa área tem sido realizada com os aminoácidos arginina, lisina e glutamina.  Suplementos orais de arginina e lisina demonstram melhorar a função imune em pacientes mais idosos e em pacientes com câncer.

E não é de se estranhar, pois a glutamina também apresenta vários benefícios que podem ajudar a preservar a massa muscular e a manter tecido corporal magro.

Estas também não são apenas melhorias estatísticas.  Demonstrou-se que aumentar o nível de hormônio do crescimento:

·         abaixa a proteína c-reativa;

·         aumenta a densidade óssea mineral;

·         aumenta a massa corporal magra;

·         aumenta as células que reparam as paredes dos vasos sanguíneos;

·         diminui a massa gorda;

·         melhora a vitalidade em geral; e

·         reduz a espessura médio-intimal da artéria carótida.

Agora me diga: isso não é uma boa notícia? Agora, mesmo que você já tenha se convencido de que é possível reaver a sua vitalidade não pare de ler este texto. Você deve saber como aumentar o seu nível de hormônio do crescimento. E essa é só a metade da batalha.

A realidade é que você tem em seu corpo uma substância cujo único propósito é de inibir o hormônio do crescimento.  Em uma pessoa saudável, isto ajuda a manter o seu hormônio de crescimento no nível certo. Esse inibidor infame chama-se somatostatina.

Para a sua proteção, você precisará manter este inibidor infame em xeque e a melhor maneira de fazê-lo é usar uma substância chamada CDP-Colina, tecnicamente conhecida como citidina-5’-difosfato de colina.

Um estudo publicado na  Acta Endocrinológica (Copenhagen) descobriu que ministrar CDP-Colina a adultos saudáveis resultou em um aumento nos níveis do hormônio de crescimento de quatro vezes.  Um outro estudo publicado em Endocrinol Jpn também descobriu que ministrar a CDP-Colina a adultos aumentou o nível do hormônio do crescimento no sangue.

De acordo com as evidências publicadas na Alternative Medicine Review, os estudos clínicos também têm mostrado que a CDP-Colina pode melhorar, potencialmente, o impedimento à memória relacionado à idade, incrementar o desempenho cognitivo no início de Alzheimer e apoiar a recuperação de um derrame cerebral.

Claro, suplementos não é a solução para tudo. Cuidado!

Além dos suplementos que aumentam o hormônio do crescimento, a mudança no seu estilo de vida também fará uma grande diferença. Veja quatro dessas mudanças fundamentais:

  1. Perca o pneuzinho

Se você estiver coletando gordura na área da barriga, a sua secreção de hormônio do crescimento está provavelmente mais comprometida.  Perca a gordura e aumente o hormônio do crescimento.

 

  1. Corte os carboidratos

O pico de insulina que ocorre como resultado do açúcar não só aumenta o seu risco para a Diabete Tipo 2, como também diminui o seu nível de hormônio do crescimento.

 

  1. Coma um lanche rico em proteínas antes de ir dormir

Para começar, esses lanches contêm os aminoácidos que ajudam a facilitar a liberação do hormônio do crescimento.  Além disso, ajuda a manter a liberação de insulina em baixa, encorajando a secreção do hormônio do crescimento.

 

  1. Durma mais e melhor

A secreção do hormônio do crescimento ocorre principalmente à noite durante o sono profundo.  Se você não estiver dormindo o suficiente, você não está obtendo o hormônio do crescimento suficiente.  Uma maneira simples de incrementar o seu sono e a sua produção de hormônio do crescimento é com o aminoácido glicina.  Um estudo feito com insones descobriu que tomar glicina logo antes de ir para a cama ajuda as pessoas a caírem em sono profundo mais rapidamente e melhorar a qualidade do sono.

 

Antes de terminamos a nossa conversa sobre como restabelecer o seu vigor e a sua juventude, tenho mais uma palavrinha para trocar com você sobre o hormônio do crescimento.

Este hormônio da vitalidade é absolutamente essencial para a saúde do cérebro.  Os estudos têm mostrado não só que o baixo nível é associado com o pobre desempenho cognitivo, como também provaram que a restauração do seu nível ao normal pode melhorar a cognição e a memória.

O Estudo de Saúde dos Médicos acompanhou 460 médicos homens e determinou que aqueles que tinham altos níveis de hormônio do crescimento durante a meia-idade tinham melhor desempenho cognitivo na medida em que envelheciam.

Por isso meu caro leitor, não se desamine ao notar que o tempo passou! Ele passa para todos nós. Mas, depende de cada um a forma como enfrentá-lo. Tenho certeza de que você irá preferir fazer isso com mais saúde e disposição. Não é mesmo?

 

Referências bibliográficas:

– Growth Hormone Treatment Reduces Abdominal Visceral Fat in Postmenopausal Women With Abdominal Obesity: A 12-Month Placebo-Controlled Trial,” Franco C, Brandberg J, et al, J Clin Endocrinol Metab, 2005;90(3):1466-1474.

– Quality of Life in the Elderly May Improve with Human Growth Hormone”, Overmyer, Robert H., Modern Medicine, July 1991;59:90-93.

– Human Growth Hormone and Human Aging,” Corpas E, Harman SM, Blackman MR, Endocr Rev, February 1993;14(1):20-39.

– Low-dose GH improves exercise capacity in adults with GH deficiency: effects of a 22-month placebo-controlled, crossover trial,” Bollerslev J, Hallen J, et al, Eur J Endocrinol, 2005; 153(3): 379-87. 

 

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

1 Comment

  1. Dr. Wilson Rondó,
    Seus comentários são valiosíssimos, contudo, muitos de seus leitores, cada um com suas questões de saúde, percebem que seria importante uma orientação individualizada. Por isso, no meu caso, gostaria de saber se o senhor dá consultas no Rio de Janeiro.
    Neste artigo, p. ex., sobre a somatotropina X somatostatina, vemos que a produção do hormônio do crescimento é melhorada com o consumo de proteínas. Como se diz na gíria, “Aí o bicho pega!”, pois, por motivos diversos, o que tem de gente obrigada a evitar esse tipo de alimento é muito grande.
    Estamos num beco sem saída?
    Saudações Cariocas,
    Amaro Lessa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER