Alimentação

Químico das embalagens de fast food compromete eficiência de vacinas

As pessoas ainda não se deram conta de que a ação de vacinas aplicadas em crianças tais como a antitetânica e contra a difteria, pode estar sendo comprometida por um químico utilizado em embalagens de fast food.

Essas embalagens contam em sua composição com os compostos de perfluorados (PFCs na sigla em inglês), que são utilizados para ajudar no processo de repulsão de óleo, gordura e água.

Segundo dados de um artigo publicado na Enviromental Science and Technology, em 2009, a concentração desses compostos no sangue poderiam causar sérios danos à saúde.

Para esse estudo, os cientistas acompanharam 587 crianças durante sete anos. Eles dosaram a presença de compostos perfluorados no sangue dessas crianças ao nascer e, mais tarde, aos cinco e sete anos de idade. Também avaliaram a presença de anticorpos produzidos por vacinas contra o tétano e a difteria.

Observou-se uma relação direta entre a concentração da substância e as respostas insuficientes às vacinas. Uma concentração duas vezes maior de perfluorados no sangue foi relacionada a uma diminuição de 49% nos níveis de anticorpo no sangue em crianças com sete anos.

É preciso entender que você e sua família estão constantemente em contato com os PFCs. Saiba que, além das embalagens de alimentos, eles também estão presentes em:

– roupas impermeáveis ou resistentes a manchas;

– revestimento de panelas, como teflon;

– pipoca de micro-ondas;

– carpetes e protetores de tecidos.

Já alertei anteriormente sobre o risco do uso de panelas com esses compostos perfluorados como o teflon, mas agora novos estudos estão mostrando que o problema é bem maior.

Os muitos perigos dos compostos perfluorados (PFCs)

Os compostos de perfluorados promovem alteração no sistema endócrino e comprometem os hormônios sexuais. Em animais houve alteração de tamanho de diversos órgãos como cérebro, próstata, rins, fígado, timos e pituitária; mudanças essas associadas com a toxicidade.

 

Desenvolvimento de fungos com exposição prolongada

Outros estudos relacionam o uso dos PFCs à infertilidade, doença de tireóide, problemas de alteração imunológica e aumento de LDL colesterol.

O que fazer para se proteger?

Uma forma de evitar os problemas caudados pelos compostos perfluorados é manter-se longe do contato com esses produtos, em especial as panelas com antiaderentes, e também alimentos em embalagens a prova de gordura e óleo.

Entendo que o mais importante mesmo é evitar esses utensílios de cozinha já mencionados, pois aí está a maior fonte de PFCs, especialmente o ácido perfluoctanoico (PFOA).

Cada vez que cozinha com esses utensílios, você inala esses químicos e acaba comprometendo o seu alimento em tóxico.

Essa medida é especialmente importante para gestantes ou casais que desejam ter filhos, pois os PFCs podem causar sérios efeitos na fertilidade, e no delicado sistema hormonal do bebê.

[divider]

Referências bibliográficas:

  • Hum. Reprod. (2009) May; 24(5):1200-5
  • Hum. Reprod. (2012)
  • AM J. Epidemiol (2010) 171(1): 131-132
  • Environ Health Perspect 2010 May; 118(5):686-92
  • Environ Health Perspect 2007 Nov; 115(11):1596-602
  • Environ Health Perspect 2010 Fev; 118(2):229-33
  • Arch Pediatr Adolese Med 2010 Sep; 164(9):860-9
  • Am J Epidemiol. 2009 Nov; 170(10):1268-78
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)
Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER