Bem-Estar

Queimadura Solar: Como Tratar?

Para você, que passa um bom tempo ao sol sem se preocupar com a segurança da pele, há o risco de uma hora para outra sentir que passou dos limites e ter que conviver com os desconfortos da queimadura solar.

Com certeza, a exposição ao sol é terapêutica, mas deve ser feita respeitando-se alguns pontos. O excesso de exposição certamente não lhe trará benefícios, e só lhe causará queimadura solar, que é a tradução do excesso de exposição da sua pele aos raios solares ultravioletas B (UVB).

Com certeza, tanto os raios UVA como UVB promove o bronzeado, mas causam queimadura. Saiba que o UVB é muito mais rápido em termos de resposta! É com os UVB que você converte os derivados de colesterol em vitamina D3, que é extremamente saudável.

Benefícios da exposição ao sol

Essa exposição permite a produção de vitamina D3, que por sua vez:

  • Melhora força muscular;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Promove ossos e dentes fortes e saudáveis;
  • Melhora a saúde cardiovascular;
  • Regula a pressão arterial;
  • Melhora o humor;
  • Protege contra melanoma e danos de luz UV;
  • Regula o ciclo circadiano.

Para se ter uma adequada exposição e produção de vitamina D, deve-se procurar uma exposição solar segura. Só expor mãos e face ocasionalmente não é adequado. É necessária a exposição de áreas grandes do corpo, como braço, pernas, tórax, costas, até que a sua pele se torne rosada, o que leva em média 30 minutos ou mais.

Nesse ponto você chegou ao nível de saturação ou equilíbrio da pele, e a partir daí, o seu corpo NÃO produz mais vitamina D. Nosso corpo tem um sistema de feedback, que mesmo que você se exponha por longos períodos do dia, vai produzir no máximo 20.000 unidades de vitamina D, o que não se traduz em excesso. Mas escolha certo tipo de luz ultravioleta ao qual vai se expor.

Tipos de luz ultravioleta

  • Luz ultravioleta (UVA) – penetra mais profundamente na pele, lesando as estruturas pela maior geração de radicais livres. Está disponível todas as horas do dia e durante todo o ano.
  • Luz ultravioleta B (UVB) – são as mais saudáveis, que ajudam a pele a produzir vitamina D. Tanto a UVA como a UVB promove o bronzeado e a queimadura, mas a UVB faz isso mais rapidamente. Está disponível em altas quantidades entre 10h e 14h, e nos extremos do dia sua incidência é menor. Exatamente nas horas que os especialistas contraindicam, ironicamente.

Fatores que bloqueiam a UVB e dificultam a produção de vitamina D pela pele

  • Protetor solar – produtos SPF 15 podem bloquear cerca de 93% dos raios UVB;
  • Horários do dia – extremos do dia, dificultam a absorção de vitamina D. Os melhores horários são entre 10 e 14h;
  • Condições climáticas – muitas nuvens comprometem a absorção de vitamina D;
  • Latitude – quanto mais próximo dos trópicos, mais absorção de vitamina D;
  • Altitude – quanto mais alto, como nas montanhas, mais UVB chega.
  • Estação do ano – primavera é a melhor época. No verão há mais possibilidade de queimadura.

Sinais e sintomas de queimadura solar

  • vermelhidão de pele
  • pele quente sensível, dolorosa ao toque
  • descamação de pele
  • ressecamento de pele e enrugamento da mesma

Essas manifestações podem não ser visíveis nos primeiros momentos e se tornam mais evidentes nas primeiras 24 h. As queimaduras solares são classificadas em três graus: primeiro, segundo e terceiro grau:

  • Primeiro e segundo grau: são relativamente temporárias e tratáveis em casa.
  • Terceiro grau: aparecimento de infecções, febre, calafrios e requer atenção médica

Como se proteger de queimaduras solares

  • Usar chapéu, óculos e camiseta de algodão;
  • Hidrate a pele, aconselho passar óleo de coco, antes e depois da exposição ao sol. Além de apresentar proteção SPF 15, ajuda na reparação tecidual e inibe as dores de queimadura.
  • Comece a exposição ao sol progressivamente.
  • Use formulações que agem como protetores solares (formulações que você possa ingerir).

Como tratar as queimaduras

Há diversas opções, mas aconselho:

  • Babosa (Aloe Vera) – por apresentar poderosos glico nutrientes, aceleram a reparação da pele. O melhor é usar o gel da própria planta. Corte a folha de Babosa, e aplique o gel que se desprenderá topicamente nas áreas afetadas. Use de 3 a 5 vezes ao dia.
  • Mel – os antigos Egípcios já usavam para esse fim. Acelera a reparação, reduz inflamação e minimiza a dor.
  • Vinagre – a presença do ácido acético reduz a dor, coceira e inflamação. Adicione um pouco de vinagre diluído em um copo de água e passe no corpo, nas áreas afetadas e deixe por 20 minutos. Após, retire com o banho.
  • Aspirina – o uso oral de aspirina alivia os sintomas de inflamação de pele.

Pronto! Agora você já está preparado para pegar um bronzeado com supersaúde! Aproveite o verão com responsabilidade!

Referências bibliográficas:

  • Advanced Experiments in Medical Biology 2008; 624: 86-88
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER