Prevenção

O perigo dos hormônios esteroides

Atletas que usam este hormônio estão com risco aumentado de lesão cardíaca

A lista de atletas que já se foram devido ao uso dos hormônios esteroides reúne importantes nomes do esporte em todo o mundo. Entre eles está o atleta Ken Carminite, o mais importante jogador da Liga Nacional Americana, morto por um aparente ataque cardíaco em 2004. Ele foi um dos primeiros atletas profissionais de Basebol a admitir que fazia uso de esteroides.

Antes, em 1998, Florence Griffith Joyne, conhecida como Flojo (38 anos), tida como a mulher mais rápida de todos os tempos, também morreu sufocada após ter uma convulsão. Sua treinadora admitiu que ela usava um coquetel de esteroides e testosterona para coloca-la na posição de melhor atleta de todos os tempos.

Após a morte de Flojo, Lorna Boothe, sua treinadora, veio a público para desencorajar outros atletas de usarem hormônios esteroides.

Porque atletas usam hormônios masculinos

Não há duvidas de que este hormônio masculino sintético (esteroides anabolizantes) seja capaz de fazer os músculos crescerem e tornarem os atletas muito mais fortes. É por isso que tantos amadores e profissionais fazem uso deste.

Muitos homens que também não são atletas acabam usando numa tentativa de tornar a aparência mais atrativa.

Hormônio masculino pode lesar o coração

O uso de hormônio masculino estimula os nervos simpáticos a alterar a recuperação do músculo cardíaco no pós-exercício. O esperado é que o seu ritmo cardíaco desacelere assim que você pare de fazer exercício, mas acontece que nos indivíduos que tomam esse tipo de hormônio a demora nessa desaceleração é maior, além do fato de apresentar uma alteração no fluxo sanguíneo na musculatura cardiácada.

Esses hormônios também causam um aumento despropocional do ventrículo esquerdo, o principal responsável pelo bombeamento de sangue comparado com o resto do coração. Essa mudança causa uma irregularidade nos batimentos cardíacos e pode levar à morte súbita.

Além disso, esses hormônios sintéticos podem causar uma redução dos níveis de HDL colesterol (bom colesterol) e aumentar os níveis do LDL colesterol (mau colesterol).

Se você é atleta e quer estar entre as melhores posições, pense bem antes de consumir estes hormonios, afinal, não há melhor lugar no pódium do que a sua vida!

[divider]

Referências bibliograficas:

– Int J Sport Med, 2013  Oct, 34 (10): 931-5

– Heart  May  2004; 90(5):473-475

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER