Alimentação

Para que Guaraná é Bom?

Culturalmente, no Brasil, quando as pessoas pensam em ganhar energia, sempre vem à mente o guaraná.

Ele foi descoberto pelo naturalista Humboldt em 1821, ao entrar em contato com as tribos que habitavam a Amazônia, entre os rios Tapajós e Madeira. Em 1826, outro naturalista, Martius, analisou o guaraná e encontrou nele virtudes terapêuticas

Ganhou popularidade quando os missionários jesuítas na Amazônia notaram que tribos que consumiam a semente ganhavam muito energia, e que essa durava por longos períodos de tempo.

Para consumir o guaraná, as tribos secavam e assavam os grãos, depois os adicionavam em uma pasta com água.

Desde então, passou a fazer parte da cultura brasileira e se espalhou para os colonos europeus.
Em 1905, Luiz Pereira Barreto, um médico da cidade de Rezende (Rio de Janeiro), criou o método de processamento do xarope de guaraná, e no ano seguinte aparecia o primeiro fabricante de refrigerantes em Santa Maria – RS.

Em 1921, surge o guaraná Antártica, cuja formula se mantém em sigilo absoluto até hoje. Cerca de 70% da produção de guaraná destina-se a fabricação de refrigerantes. O restante é comumente comercializado na forma de xarope, pó, ou extrato, que pode ser usado para fazer café ou chá, ou adicionado a smoothies. É também utilizado pela indústria farmacêutica.

Mas e as outras plantas que contêm cafeína? Guaraná, por exemplo, contém o dobro de cafeína que os grãos de café. No entanto, muitas pessoas não sabem d isso porque sua produção e consumo são principalmente focados no Brasil. Recentemente, o guaraná vem ganhando reconhecimento por seus benefícios econômicos em termos internacionais.

Se você está procurando uma alternativa ao café, você precisa testar o guaraná.

O que é o guaraná?

Guaraná (Paullinia cupana), da família da sapindáceas, tem origem na Amazônia brasileira. O guaranazeiro é planta trepadeira, de médio porte, com pequeninos frutos vermelhos disposto em longos cachos. Fabrica-se a bebida moendo a semente seca, tal como ocorre com o café.

Benefícios do guaraná

O guaraná contém cafeína, e em concentração bem maior do que o café. Em relação ao peso seco, o guaraná apresenta entre 2 e 5% de cafeína, enquanto no café essa proporção situa-se entre 1 e 2%. Tanto o guaraná quanto o café tem benefícios comparáveis, como:

Ação energética

Como a cafeína é considerada um estimulante, gera mais energia para suas atividades, mantendo-o com o máximo de disposição por longos períodos de tempo, razão pela qual o guaraná é adicionado a vários produtos que impulsionam a energia, como os energéticos.

Controle de peso

Pelo seu alto teor de cafeína, tem um efeito importante na manutenção de peso, pois este age ativando o metabolismo, aumentando a queima de gorduras armazenadas.

Em um estudo publicado no Journal of Human Nutrition and Dietetics, indivíduos com excesso de peso consumiram por 45 dias uma mistura de cápsulas de ervas composta de guaraná, yerbamaté e Damiana, havendo perda media de 5 kg!

Foco Mental Melhorado

O consumo matinal de guaraná, assim como beber uma xícara de café preto pela manhã, dá a sua mente o foco que precisa.

Sua alta concentração de estimulantes o manterá acordado e focado por longos períodos, pois a cafeína é liberada lentamente no seu organismo garantindo esse resultado.

Efeitos antioxidantes e antimicrobianos

Guaraná contém catequina, o que ajuda a reduzir o estresse oxidativo. Sua concentração de antioxidantes é maior do que no chá verde, altamente protetor contra doenças do envelhecimento como diabetes, doença cardiovascular e câncer.

Efeitos antimicrobianos

O guaraná atua como um anti-inflamatório e antibiótico natural.

Melhora rendimento físico

Age melhorando o desempenho e a recuperação muscular pós treino, pois inibe o acúmulo de ácido lático, um fator que contribui para a dor muscular.

Recomendações para o seu uso

Apesar da cafeína no guaraná ser liberada lentamente, diferente do que ocorre no café, mesmo assim há pessoas sensíveis que apresentam efeitos colaterais como nervosismo, insônia, dores de cabeça e palpitações cardíacas.

No caso das pessoas com transtorno de ansiedade, gravidez, arritmia cardíaca e problemas digestivos, consulte seu médico antes de usá-lo!

Referências bibliográficas:

  • Journal of Ethnopharmacology. October 28, 2013
  • Live Science.January 27, 2012
  • Mountain Rose Herbs, “Guarana Seed Powder”
  • The Scientific Validation of Herbal Medicine. Cormorant Books. 1986
  • My Vitamins, “The Benefits of Guarana”
  • Journal of Human Nutrition and Diatetics. June 2001
  • Your Guide to Standardized Herbal Products. One World Press. 1995
  • Almanaque do Campo. Chico Graciano. Panda Books. 2010
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER