Alimentação

Oleocanthal: o segredo do melhor azeite de oliva

Para avaliarmos um bom azeite de oliva, há 2 palavras que precisam ser bem entendidas:

1) Pizzicante: Esta é uma palavra italiana para a “mordida” picante, “fundo-de-garganta”, apimentado, quase ardente encontrada em alguns azeites.

2) Oleocanthal:  Este é o termo científico para o composto que dá a estes óleos a sua “mordida”. É um composto incrível, que talvez seja responsável por alguns dos extraordinários poderes salutares da dieta mediterrânea.

Um analgésico dietético… e muito mais!

O oleocanthal é um dos vários compostos antioxidantes encontrados no azeite extra virgem.  Quase uma década atrás, ele foi inicialmente identificado como um anti-inflamatório natural não esteroide (NSAID) – muito semelhante ao ibuprofeno. Uma versão sintética tem patente pendente como um possível novo analgésico.

E as pesquisas recentes têm revelado propriedades ainda mais tentadoras…

  • Extermínio de células cancerígenas:  Os nossos corpos exterminam células o tempo todo – é uma das nossas proteções contra o câncer. O oleocanthal talvez incremente isso.  Os pesquisadores na Faculdade Hunter, da Universidade da Cidade de Nova Iorque, recentemente relataram que, no laboratório, uma versão purificada de oleocanthal exterminou células de câncer (sem danificar as células saudáveis!).  Ela faz isto ao desorganizar a membrana de uma organela conhecida como lisossoma, que é aumentado e mais frágil nas células cancerígenas.
  • Desintoxicando o cérebro: A doença de Alzheimer é marcada por neurônios emaranhados e o acúmulo do composto tóxico beta-amilóide. Os pesquisadores na Universidade de Louisiana, em Monroe, descobriram que o oleocanthal interfere com este processo.  Em ratos que receberam o oleocanthal, duas proteínas chaves no transporte do beta-amilóide para fora do cérebro funcionaram significantemente melhor.

É um estudo nos seus primórdios, mas pode esclarecer as propriedades da dieta mediterrânea tradicional, conhecida por ser anticancerígena e protetora contra a demência.  Em um estudo espanhol, mulheres que seguiram a dieta por cinco anos eram 68% menos propensas a desenvolver o câncer de mama. Em outra pesquisa, dessa vez norte-americana, homens e mulheres que comeram a dieta mediterrânea ao longo de 14 anos eram 32% menos propensos a desenvolver a doença de Alzheimer.  

Há muitos nutrientes e compostos que podem estar relacionados a esses fatores de proteção, é claro, mas um grupo de cientistas acredita que o oleocanthal seja uma parte importante dessa história.

Como comer mais oleocanthal

Ele não está disponível como um suplemento – pelo menos, não ainda – então, a melhor abordagem seria procurar um azeite que seja provável de ter um nível alto deste composto fortificante.  Comece com um azeite de oliva extra virgem (AOEV), já que os métodos severos de extração usados para os óleos “puros” destroem os antioxidantes, inclusive este.

O nível mais alto de oleocanthal é tipicamente encontrado na colheita verde e precoce do AOEV, já que o nível diminui na medida em que a fruta amadurece, de acordo com um estudo dos azeites gregos e californianos.  Se você conhece uma boa loja de especialidades, peça um bom azeite de oliva verde de sabor picante.

A melhor maneira de detectar?  Sinta o sabor.  Engula uma colherada de AOEV e espere a sensação apimentada na sua garganta.  Se você “senti-lo queimar” depois de alguns segundos, você está diante do artigo autêntico.  Sem queimadura, sinal que não há muito oleocanthal.

Pizzicante AOEV não serve para qualquer prato – ou qualquer palato.  Se você não gosta dele, você pode ter certeza de que ele é apenas uma das centenas de compostos protetores da saúde na dieta mediterrânea tradicional, com ênfase nas verduras, frutas, feijões, castanhas, grãos inteiros, frutos do mar, laticínios fermentados e vinho.  Mas se você gosta de um AOEV assertivo, há um bom argumento de que você está desfrutando do azeite de oliva mais saudável que o dinheiro pode comprar!

 

Referências bibliográficas:

  • “New drugs from ancient natural foods. Oleocanthal, the natural occurring spicy compound of olive oil: A brief history”.Universidade Santiago de Compostela, Espanha, et al. publicadoemDrug Discovery Today
  • Oleocanthal rapidly and selectively induces cancer cell death via lysosomal membrane permeabilization”. Faculdade Hunter da Universidade da Cidade de Nova Iorque, et al., publicado em Molecular &CellularOncology(“Oncologia Molecular e Celular”)
  •  Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry June 11, 2010;
  • J Clin Endocrinol Metab. 2012 Oct; 97(10): 3792–3798.
  • Eur J Cancer Prev. 2004 Aug;13(4):319-26.
  • Int J ClinExp Med. 2014; 7(4): 799–808.
  • BMC Med. 2014 May 13;12:78.
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)
Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER