Alimentação

O sal está ligado a uma alta taxa de óbitos, mas não pela razão que você pensa!

É muito comum ouvirmos algumas pessoas associarem danos causados à saúde com alta ingestão de sal. Mas, um recente estudo apontou que limitar a ingestão de sal pode ser devastador à saúde.  Os pesquisadores europeus descobriram que consumir baixos níveis de sal está ligado a uma taxa mais alta de doença cardiovascular e morte.

É claro que os “peritos” americanos correram para refutar este estudo dizendo ironicamente que ele “não valia seu peso em sal”.  Não seria uma má ideia ingerir este peso em sal porque este sal talvez possa salvar a sua vida.

Um time de pesquisadores europeus, encabeçado pelo Dr. Jan Staessen da Universidade de Leuven, na Bélgica, estudou 2.856 pessoas que não eram hipertensas ou portadoras de doenças cardiovasculares.  No início do estudo as pessoas estudadas fizeram uma coleta de urina de 24 horas para que os pesquisadores pudessem determinar a quantia de sal que cada pessoa consumia. Os pesquisadores então dividiram as pessoas em três grupos, baseados na sua excreção de sal.

Ao longo dos próximos oito anos, foram constatadas cinco vezes mais mortes entre as pessoas que consumiam a menor quantidade de sal:

·         50 mortes no grupo com o menor consumo de sal;

·         24 mortes no grupo de consumo médio;

·         10 mortes no grupo com o maior consumo de sal.

O risco de doença cardiovascular também era 56% mais alto no grupo com o menor consumo.

Mas, como eu já disse, este é simplesmente o mais recente estudo provando os perigos de não ingerirmos a quantidade de sal suficiente. Os estudos mostram que a restrição do sal pode também estar ligada a danos para os órgãos.  Se o coração e os rins são danificados pela hiponatremia (baixo sódio sanguíneo), você pode piorar a hipertensão.  A restrição do sal nos meses do verão pode levar à exaustão por calor, um distúrbio mineral severo que causa desmaios e às vezes derrame ou enfarte.

O sal é um nutriente essencial, assim como a vitamina A, os ácidos graxos e o colesterol.  O seu corpo precisa de quantias adequadas dele para sobreviver.  O sódio interage com outros nutrientes importantes como o cálcio e o potássio para manter o corpo funcionando em níveis ideais.

Olhando além do sal e chegando à raiz do problema

É verdade que a maioria dos americanos consome sódio em demasia. Segundo estimativas, algumas pessoas ingerem aproximadamente 3.400 miligramas por dia.  Mesmo os melhores alimentos e nutrientes podem ser tóxicos se forem superdosados.  O mesmo vale para o sal.

Mas, o problema não é como você cozinha, nem quanto sal você coloca nela, até porque o problema não está nele. O problema é que muitas pessoas estão se entupindo de comidas processadas por serem convenientes e baratas. Mas, não se iluda; o preço é bem mais alto do que o de uma alimentação saudável.

Resumindo: o sal é absolutamente essencial em nossas vidas vida, principalmente quando falamos de vida saudável. O sódio ajuda a manter a pressão sanguínea e os fluidos corporais em níveis corretos.  Se você estiver interessado em manter o coração batendo e seus músculos contraindo-se, você deve estar interessado em obter uma dose justa de sódio.

Caso você não tenha a quantia suficiente deste mineral em seu organismo, você vai começar a sofrer de fadiga, fraqueza e náusea. O sódio severamente baixo pode até levar à confusão, agressão, tontura e finalmente a convulsões, coma ou morte.

Eis o que fazer:

Você precisa de pelo menos uma colher de chá de sal por dia para sobreviver.  Mas, o sal a que me refiro não é aquele produto industrializado e que, muito provavelmente, está parado em cima da sua mesa na cozinha. Esse sal não é um sal feito para consumo humano. Ele é um produto industrial feito para a indústria química, e não para a sua mesa.

O único sal que você deveria estar usando é aquele que vem de um leito marinho limpo, mesmo que à primeira vista ele não lhe pareça apetitoso. O puro sal marinho tem uma aparência cinzenta e um pouco encharcada.

Outro detalhe que você deve sempre prestar atenção é na forma de conservação deste produto. Certifique-se de que o sal esteja armazenado em um lugar fresco e seco dentro de um frasco hermético para evitar que resseque.  Você deveria também mexer o sal em um pequeno intervalo de dias.  Quando o sal marinho natural fica parado, a umidade vai para o fundo do frasco e o sal ficará embolotado.

Super saúde!

[divider]

Referências bibliográficas:

  • Low urinary sodium is associated with greater risk of myocardial infarction among treated hypertensive men. Hypertension. 1995 Jun;25(6):1144-52.
  • Are low-sodium diets appropriate for treated hypertensive men?  Nutr Rev. 1995 Oct;53(10):296-8.
  • Reduced Dietary Salt for the Prevention of Cardiovascular Disease: A Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials (Cochrane Review), American Journal of Hypertension, August 2011: 24(8); 843-53.
  • Fatal and Nonfatal Outcomes, Incidence of Hypertension, and Blood Pressure Changes in Relation to Urinary Sodium Excretion, Journal of the American Medical Association, 2011: 305(17); 1777-1785.
  • It’s Time to End the War on Salt, Scientific American, July 8, 2011.
  • The INTERSALT Study: Background, Methods, Findings, and Implications, American Journal of Clinical Nutrition, February 1997: 65(2); 6265-6425.
  • It’s Time to End the War on Salt, Scientific American, July 8, 2011.
  • The Long Term Effects of Advice to Cut Down on Salt in Food on Deaths, Cardiovascular Disease, and Blood Pressure in Adults, Cochrane Summaries, January 21, 2009.
  • Sodium Intake and Mortality in the NHANES II Follow-Up Study, American Journal of Medicine, March 2006: 119(3); 275.e7-14.
  • Paleolithic Nutrition – A Consideration of Its Nature and Current Implications, New England Journal of Medicine, January 31, 1985: 312; 283-289.
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

1 Comment

  1. Mas nós não comemos sal comemos sodio que faz muito mal

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER