Estética

Nunca e em hipótese alguma coloque isso na sua pele!

Você sabia que 1 entre 5 cosméticos está contaminado com substâncias indutoras de câncer?

Cada vez mais produtos de uso diário, também conhecidos como personal care, têm se transformado em uma indústria bilionária no Brasil. E isso acontece certamente pela sedução aos produtos com aromas intoxicantes e promessas espalhafatosas como, por exemplo, a de conseguir a juventude eterna.

 

Mas qual é o custo real de se aplicar esses produtos em seu corpo?

Se eu lhe disser que os seus produtos de uso pessoal podem estar colocando em risco o seu cabelo, a sua pele, o seu sistema imunológico, seus olhos e até mesmo aumento a possibilidade de que você desenvolva câncer, você vai prestar mais atenção nos ingredientes dos produtos? Pois deveria!

Estamos começando a nos habituar a prestar mais atenção ao rótulo dos alimentos que estamos consumindo, mas, infelizmente, ainda não temos o mesmo cuidado com os cosméticos. Já está mais do que na hora de tornarmos esse cuidado parte da nossa rotina de compras. Não acha?

 

Saiba que o que você passa em sua pele pode ser muito mais perigoso do que o que você está comendo!

Utilizar determinados produtos químicos em sua pele ou até mesmo no couro cabeludo pode na verdade ser bem pior do que ingeri-los. Quando você come algo, as enzimas da saliva e do estômago ajudam a degradar e eliminar esses químicos do seu corpo. Entretanto, quando você põe esses químicos na sua pele, eles são absorvidos diretamente pela corrente sanguínea sem nenhuma filtragem, indo para os seus delicados órgãos.

Uma vez que esses químicos encontram um caminho no seu corpo, eles tendem a se acumular no transcorrer do tempo porque você não tem as enzimas necessárias para degradar esses elementos.

Há centenas de químicos usados em produtos de uso pessoal, muitas vezes sem testes comprobatórios avaliados antes de serem colocados no mercado.

Segundo o Environmental Working Group estima-se que 1 entre 5 cosméticos pode estar contaminado com agentes causadores de câncer.

 

Mas, por que se preocupar tanto com a pele?

Antes de responder a essa pergunta vamos a uma curiosidade. Você sabia que a pele é o maior órgão do nosso organismo? Acho que isso já diz alguma coisa, correto?

Talvez você não esteja consciente de todas as ações protetoras que a pele desempenha em seu corpo. Sendo assim, faço questão de apresentá-las a você. Vamos lá:

– ajuda a manter a temperatura corpórea controlando o aquecimento entre você e o ambiente;

– ajuda a eliminar detritos através da transpiração;

– ajuda o seu sistema imunológico a protegê-lo contra vírus e bactérias ruins, evitando infecções;

– envia feedback sensorial para o seu cérebro, pois é rica em receptores como macio/duro, quente/frio, e assim você reage às condições perigosas à sua volta;

– fornece habitat adequado para bactérias boas, mantendo o seu delicado equilíbrio líquido;

– produz vitamina D fundamental para a sua saúde;

– protege os órgãos internos contra agressões e infecções, sendo a nossa defesa mais importante.

 

Entenda que a sua pele é vital para a manutenção da sua saúde. Como sua pele tem a habilidade de absorver muito do que você coloca sobre ela informar-se sobre o produto que você está utilizando já é um bom caminho para se ter uma ótima saúde.

Você deve dar a sua pele o mesmo cuidado que dá a sua alimentação, porque muito do que se passa sobre ela, vai para diretamente para o seu organismo.

 

Então, como escolher os cosméticos?

Não existe uma regulamentação para produtos de beleza e qualquer um pode dizer que é natural ou orgânico. Isso não obrigatoriamente quer dizer que realmente são naturais ou orgânicos, ou muitas vezes contém uma simples porcentagem de ingredientes orgânicos.

Algumas marcas simplesmente usam ingredientes derivados de fontes naturais, mas são altamente processados e contém compostos sintéticos e derivados petroquímicos.

Ao adquirir um cosmético avalie se alguma das substâncias abaixo está contida em seu uso diário.

– Para Benzeno: Muito usado como preservativo pela indústria cosmética.

Os estudos o correlacionam com o câncer por mimetizar estrógeno (desequilibrar os hormônios) e alterar o sistema endócrino.

– Óleo Mineral, Parafina e Petrolatum: Esses derivados de petróleo comprometem a pele como um plástico obstruindo os poros e criando um ambiente que promove o aumento de toxinas. Pode desacelerar o desenvolvimento celular, criando sinais precoces de envelhecimento. Além disso, promovem desequilíbrio hormonal e está em investigação por suspeita de gerar câncer.

 

– Laureato de Sódio: É encontrado em 90% dos produtos de higiene pessoal. Ele lesa a barreira de hidratação da pele, levando a ressecamento e envelhecimento precoce. Como penetra facilmente na pele, pode permitir que outros químicos também tenham acesso facilmente. O laureato de sódio combina-se com outros químicos e se transforma em uma nitrosamina, um potente cancerígeno.

 

– Acrelamida: Encontrado em diversos cremes faciais. Está correlacionado com tumores mamários.

 

– Propilenoglicol: Hidratante de cosmético comum e carreador de fragrância em óleo. Pode causar dermatites e irritação de pele e inibe o crescimento celular. Está correlacionado com problemas renais e hepáticos.

 

– Ácido Carbólico Fenol: Encontrado em diversas loções e cremes para a pele. Pode causar colapso circulatório, paralisia, convulsões e até mesmo coma.

 

– Dioxano: Muito comum em produtos de higiene pessoal, ele normalmente é escondido em ingredientes como PEG, polissorbatos, laureato, álcool ethoxylato. Frequentemente esses químicos estão contaminados com altas concentrações de compostos voláteis, como o 1,4 – dioxano, que é facilmente absorvível pela pele. Essa substância foi confirmada como cancerígenos desde 1978 pelo Instituto Nacional do Câncer.

 

– Tolueno: Derivado do petróleo e alcatrão de carvão esse elemento é encontrado em muitas fragrâncias sintéticas. Exposição crônica, correlacionado com anemia, dano hepático e renal. Pode afetar o desenvolvimento do feto.

Portanto, esteja consciente do que possa estar usando em sua pele e procure o melhor para a sua saúde com produtos realmente naturais, reais, e sem componentes sintéticos.

Bibliografia:

– Environmental Working Group’s Skin Deep Cosmetic Safety Database

– Environmental Working Group (EWG)

– The Observer April 7, 2002

–  Organic Consumers Association March 14, 2008

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

1 Comment

  1. Mais uma vez, Dr. Rondó, o Sr. está de parabéns. Artigo espetacular: “Nunca e em hipótese alguma coloque isso na sua pele!”. Aliás, o Sr. tem vários outros artigos muito, muito bons. Estou repassando com grande satisfação. Estive muito ocupado outrora com um mestrado e estou retomando as leituras de seus artigos.
    Segundo o que andei pesquisando, o ministério da saúde, e isto a nível mundial também, só conhece apenas cerca de 10% das substâncias contidas nos cosméticos, não tendo condições, deste modo, para avaliar a segurança destes produtos. As pessoas não imaginam ao que estão sendo submetidas. Gostaria de lembrá-lo de um pedido feito a certo tempo para que o Sr. publique quando possível a respeito dos Agentes Mutagênicos.
    Sucesso, Dr. ! Está fazendo um excelente trabalho.
    Nós “estamos” com o Sr.

    Edwilson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER