Alimentação

Não se sinta culpado ao consumir carne!

Há pessoas que se sentem culpadas em estar consumindo carne, pois entendem que uma alimentação vegetariana ou vegana seja mais correta por dois motivos: o meio ambiente e a ética com relação aos animais.

Porém, há alguns mitos que precisam ser esclarecidos:

1) Os 3 principais argumentos ambientais para se evitar consumir carne vermelha são a água, o carbono e o metano

No caso da água, quando se trata de carne de animal criado a pasto, quase toda a água é o que chamamos de “água verde”, aonde a quantidade necessária para se produzir 1 kg de carne a pasto é bem menor do que se usa em cultivos como arroz e açúcar.

No caso do carbono e metano, as emissões estimadas não levam em conta a quantidade de carbono sequestrado pelas pastagens, nem a oxidação do metano quando se faz o manejo do gado no pasto de forma correta, respeitando as leis da natureza de crescimento do capim, que retira da atmosfera esses compostos. No final das contas fica claro que a carne a pasto tem uma emissão de gases de efeito estufa negativo ou líquido neutro.

2) Consumo de carne por motivos éticos

Ao evitar consumir carne vermelha pode parecer que você está provocando o menor dano aos animais, porém, muito mais organismos (microrganismos do solo, das plantas, pequenos insetos, animais e aves de pequeno e médio porte) são mortos por herbicidas químicos e pelas grandes máquinas usadas na monocultura de soja e outras fontes proteicas vegetais, e não da maneira humana feita em matadouros de qualidade.

Nossa alimentação moderna mudou muito nos últimos anos, o que vem gerando um aumento importante em doenças degenerativas.Atualmente, se gasta menos em carne comparado com alguns anos atrás, mas muito mais em doces e alimentos processados.

A carne é uma importante fonte de vitaminas e minerais, além de alta concentração de ômega 3 e ácido linoleico conjugado, nutrientes estes que estão em falta na alimentação moderna. Ela é parte importante da alimentação humana, porém deve ser de fontes como as fazendas que usam o sistema correto de pastoreio, o que é melhor para a sua saúde e para a saúde do planeta.

Entenda que essa necessidade maior ou menor de carne depende do seu tipo metabólico, sendo que os indivíduos tipo proteína precisam de uma quantidade maior, enquanto que aos que pertencem ao tipo carboidrato, uma pequena quantidade já é suficiente.

Para saber qual o seu tipo metabólico, é só fazer o teste. Clique aqui para ir direto à página e descubra o seu!

Referências bibliográficas:

  • Livro Sinal Verde para a Carne Vermelha. Editora Gaia 2011
  • Journal of Animal Science. June 5, 2009
  • Nutrition. February 2012
  • JAMA. April 2014
  • J Anim Sci. June 5, 2009
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER