Alimentação

Como assim “todo natural”? Isso está mais para “tudo lixo”!

A verdade sobre o que está escondido em sua comida é de revirar o estômago. 

Eu não consigo pensar em uma expressão com menos sentido do que “todo natural,” especialmente quando usada em embalagens de comida.

O arsênico é “todo natural”;  o cianureto também. Mas será que alguém quer tomá-los?

Até bem pouco tempo eu não acreditava que existissem pessoas dispostas a isso, mas comecei a mudar minha opinião quando percebi que o bom senso e o dinheiro dos consumidores saem voando pela janela quando eles enxergam nos rótulos o termo “todo natural”. Eles são capazes de pagar preços altíssimos por ingredientes de valor não tão alto assim, principalmente por se tratar de traseiro de castor e insetos.

Você acha que estou inventando isso?  Até que eu gostaria mesmo de estar, mas é a mais pura verdade.  Para você ter uma ideia do que estou falando, veja aqui os piores ingredientes “naturais”, desde os nojentos até os perigosos, escondidos em nossa comida:

Castóreo:

A frase “sabor de baunilha natural” pode insinuar que o gosto que sentimos venha naturalmente da baunilha.  Só que não! Apenas diz que é natural e que tem sabor de baunilha.

Como não poderia ser diferente, a baunilha verdadeira é cara. Enquanto isso, os castores são baratos (e naturais) e se você não sabia as bolsas localizadas atrás das glândulas anais deste animal, por acaso, têm sabor de baunilha. Quem será que descobriu isso?

O resultado é algo chamado de “castóreo”, uma essência de sabor de baunilha feito dessas bolsas.  Portanto, é fato que o painel de ingredientes nunca virá dizendo “bumbum de castor” e nem muito menos “castóreo”.  Os fabricantes simplesmente transformam essa informação em uma frase muito simpática dizendo que se trata de “sabor de baunilha natural”.

Transglutaminase:

Também conhecido como “cola de carne”, termo que consegue ser pior do que soa. Trata-se de um pó feito de bactéria ou sangue de animal que transforma restos de carne sem valor (bem como de frango ou pedacinhos de peixe) em um único “filé” ou “assado”, isso para não falar na gama comum de nuggets, barras de peixe empanado ou qualquer um destes outros formatos que as pessoas comem tanto hoje em dia.

O problema com a “cola de carne,” além da enganação, é o fato de que os germes que moram do lado de fora da carne estão agora selados no lado de dentro, tornando-os quase impossíveis de matar a não ser que você cozinhe as suas carnes em um incinerador.

Como no caso do “bumbum de castor”, não espere ver os termos “cola de carne” e nem mesmo “transglutaminase” estampados nos rótulos.  Palavras como “formado” ou “moldado” entregam de bandeja a sua presença, mas não serão de grande ajuda em um restaurante.

Insetos:

Sim, há insetos na sua comida! E o pior é que nem todos entraram ali por um mero acidente. Um corante vermelho comum, por exemplo, é feito de besouros cochonilhas esmagados. Que novidade, não?

Você ainda os encontrará em vários tipos de comida e bebida, até mesmo em algumas das principais marcas de suco de grapefruit “vermelho rubi”. Experimente procurar as palavras cochonilha, extrato de cochonilha, carmim e ácido carmínico no rótulo.

Infelizmente, estes não são os únicos insetos na sua comida.  A resina usada para envernizar as frutas e os vegetais frescos, e o esmalte que torna todos os doces bonitinhos e reluzentes são feitos das secreções de insetos lacas. Pesquise nos rótulos sobre “esmalte de confeiteiro,” “resina laca” e “goma laca”, você vai entender do que estou falando.

Agora me diga: o que é mais natural do que os insetos?  Nada! Então você os encontrará em cima e dentro dos alimentos “naturais” e até nos “orgânicos” Que delícia!

MSG:

O infame ingrediente “secreto” monossódio glutamato é responsável por tudo, desde a “dor de cabeça de comida chinesa” até a doença mental, além de também estar presente em alimentos como as linguiças, os molhos para saladas, queijo ralado, molhos empacotados e em mais um zilhão de outras coisas, incluindo as comidas “naturais”.

O MSG está tecnicamente banido dos produtos orgânicos, mas isso é um jogo de semântica.  O “extrato de levedura”, por exemplo, contém o mesmo composto ativo que o MSG e pode ser encontrado nos alimentos orgânicos facilmente.

Outros nomes para o MSG incluem a levedura autolisada, as proteínas hidrolisadas e o ácido glutâmico, mas há literalmente dezenas de outros.

Soja:

A soja pode ser completamente natural, mas o que ela faz ao seu corpo não.  Uma vez que você ingere a soja, ela age como o estrógeno, dando a você um impulso hormonal a cada mordida, golinho e engolida.

A soja tem sido ligada ao câncer, às doenças cardíacas, distúrbios reprodutivos, problemas de tireoide, doença mental e muito mais. Não é surpresa nenhuma que todos estes problemas estejam aumentando, já que é impossível evitar a soja.

Ela também está presente, inclusive, na ração para animais.

Açúcar:

Pode parecer loucura, mas o açúcar tem sido vendido quase como um alimento saudável.  Se você esteve no supermercado ultimamente sabe do que estou falando.  Os produtos, especialmente os lanchinhos naturais, evidenciam a informação “FEITO COM AÇÚCAR VERDADEIRO” como se isso fosse algum tipo de distintivo de honra.  Bobagem.

Fruta Real:

Se você quiser uma fruta real, coma um pedaço de fruta de verdade. A fruta real não é um enrolado, não é engomado, não é algo encontrado no fundo do copo de iogurte. Não me importa o quão grande seja a frase “FRUTA REAL” no rótulo, essas coisas nada mais são do que doces.

O melhor jeito de evitar isso é cultivar tudo.  Mas como isso é impraticável para a maioria de nós, compre suas frutas diretamente de fazendas ou faça as compras em feiras livres; não se esqueça de comprar também carnes orgânicas de animais que foram alimentados com pasto. Fuja de açougueiros que juram não usar truques como a “cola de carne” (e não se esqueça de perguntar).

Aposto que você nunca havia pensando nisso, não é mesmo? Tome muito cuidado, pois como já dizia um sábio ditado “nem tudo é o que parece ser”!

Referências bibliográficas:

– The American Journal of Clinical Nutrition June 2011; 93(6):1328-36

– Food Matters November 24, 2010

– MSGTruth.org “What Exactly is MSG?”

– TruthinLabeling.org “This is What the Data Say About Monosodium Glutamate Toxicity and Human Adverse Reactions”

– Price-Pottenger Nutrition Foundation, Samuels, Jack “MSG Dangers and Deceptions”

– ABC News September 18, 2012

– The Atlantic September 19, 2013

– Drug Saf. 2001;24(9):665-82.

– Pol Merkur Lekarski. 2002 Dec; 13(78):526-9.

– Obstet Gynecol.  1996 May;87(5 Pt 2):897-904.

– Am J Clin Nutr. 1981 Dec; 34(12):2622-9.

– JAMA 2011; 305(13):1352-1353

– Journal of Nutrition June 2008, 138:1039-1046

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

4 Comments

  1. O que me surpreendeu foi a soja..que eu sempre tive como um bom alimento..tento evitar ao máximo os industrializados…mas é difícil…é de arrepiar!

    1. Quem alimenta crianças com suco de soja os expõe a um desequilíbrio eminente, sobretudo se forem meninos, pois o estrógeno um hormônio feminino em uma criança do sexo masculino pode deixar seu perfil hormonal bagunçado, e é claro que isso trara consequências nem sempre contornáveis sem tratamento, inclusive feminilização, e a industria so pensa em $$$! As revistas so querem anuncios $$$ atletas querem patrocinio $$$ a tv quer anunciantes $$$ e pela sua saude se informe, leia oque puder, não seja radical e na duvida evite industrializados, fast food e açucares, faça exercicios e deixe seu parto sempre colorido!

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER