Alimentação

Mandioca: o Incrível Alimento para Celíacos e Diabéticos

A mandioca é um tubérculo usado durante séculos por milhões de pessoas, também conhecida como aipim ou macaxeira.

É originária das regiões florestais da América do Sul, mas também presente em partes da Ásia, África e EUA.

Apesar de ser um carboidrato, apresenta índice glicêmico baixo, além de ser livre de glúten.

Existem dois tipos principais: mandioca doce e mandioca amarga.

As raízes de mandioca doce contêm menos de 50 mg por quilograma de cianeto de hidrogênio, enquanto que a variedade amarga pode conter até 400 mg por quilograma.

Apresenta vida útil de apenas alguns dias, devendo, portanto ser consumida logo.

Nós não temos o hábito, mas as folhas também são usadas para alimentação e contêm cerca de 100 vezes mais proteínas do que a raiz.

Benefícios da mandioca

  1. Isenta de glúten, a mandioca é extremamente útil para pacientes celíacos e outros que tentam evitar o glúten.
  2. Apresenta índice glicêmico baixo (GI) e melhora a sensibilidade à insulina, portanto, bom para os diabéticos.
    Como promove liberação de glicose na corrente sanguínea a uma taxa estável e sustentada, mantém os processos metabólicos e os níveis de energia equilibrados no organismo.
  3. Colabora no controle dos níveis de triglicerídeos e outros lipídios no sangue, sendo, portanto, excelente para perda de peso, além de reduzir o risco de doença cardíaca.
  4. Diminui o apetite e reduz o armazenamento de gordura a nível celular.

Contém

  1. Saponinas que aliviam a inflamação e corrige a ecologia intestinal.
  2. Contém amidos resistentes à degradação, não digeríveis, benéficos como alimento das bactérias boas do cólon, podendo reduzir a inflamação e as bactérias nocivas.
  3. As vitaminas do complexo B
  4. Rica em minerais como:
  • ferro, componente importante das proteínas carreadoras de oxigênio.
  • zinco, ativador imunológico.
  • cálcio, que ajuda a formar ossos e dentes fortes.
  • magnésio, otimiza a função mitocondrial.
  • potássio, sintetiza as proteínas e melhora a relação com sódio; regulador dos estímulos elétricos do coração
  • manganês, essencial para o tecido conjuntivo e para a produção dos hormônios sexuais.

Precauções sobre a mandioca

Não consumir mandioca crua para evitar a presença do composto tóxico linamarin. Ele se converte em cianeto de hidrogênio e interfere no metabolismo celular, inibindo a enzima citocromo-oxidase e podendo causar sintomas de vômitos, náuseas, tonturas, dores de estômago, dor de cabeça, paralisia irreversível e até mesmo a morte.

Com esse cuidado, coloque a mandioca na sua alimentação. Ela é uma opção incrível e extremamente saudável.

Aproveite!

Referências bibliográficas:

  • Authority Nutrition Resistant Starches 2012-2016
  • Br J Nutr. 2010 March:103(6):917-22
  • Am J Clin Nutr 1994 Oct.;60(4):544-51
  • Am J Clin Nutr 2005 Sept.;82(3):559-67
  • Am J Gastroenterol 2012 Oct.;107(10):1538-44
  • Proc Nutr Soc. 2003 Feb.;62(1):171-6
  • Food Nutr Bull. 2009 March;30(1):90-4
  • Diabetes Care 2006 May;29(5):976-81
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER