Especiais

Linus Pauling: Muito à Frente de Seu Tempo

Linus Pauling é o criador da Medicina Ortomolecular. Ele foi um físico-químico teórico que se tornou a única pessoa a ganhar 2 Prêmios Nobel sozinho, e por muito pouco não ganhou o seu 3º Nobel. Este é um grande nome de quem tenho orgulho de ter sido discípulo e convivido com seus ensinamentos, tanto no Instituto Linus Pauling, como em congressos em diversas partes do mundo. Foi ele quem forneceu as bases de tudo que pesquiso hoje, informações que sempre divido com você aqui no site. Por isso, vale a pena conhecer de perto a história desse gênio.

Linus Pauling ganhou o Prêmio Nobel de Química em 1954, com a sua pesquisa sobre a natureza das ligações químicas e suas aplicações para elucidar a estrutura dessas substâncias complexas. Em 1962, ganhou novamente outro Prêmio Nobel, no caso da Paz, pela sua cruzada em acabar com os testes atmosféricos de armas nucleares.

Linus Pauling: uma história de conquistas

Desde pequeno, Pauling já tinha inclinações de desenvolvimento prematuro. Com a morte do seu pai, quando ainda tinha 9 anos, passou a ter uma vida relativamente difícil. Mas, com o seu esforço, conseguiu no final não abandonar o ensino médio.

linus pauling e dr rondoCom as suas economias conseguiu cursar o Oregon Agricultural College, aonde ficou profundamente interessado em Química, Matemática e Física. Ele era aquele tipo de estudante brilhante que tirava um tempo de sua própria educação para ensinar em um curso de introdutório de química na Instituição. Esta experiência não só influenciaria seus estudos, mas seria onde ele encontraria a sua futura esposa, com a qual casou, teve 4 filhos e permaneceu com ela por toda a sua vida.

Após se graduar em Engenharia Química, em 1922, fez parte do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) em Pasadena. Lá, usou difrações de raios-X para explicar as estruturas das ligações químicas na formação de moléculas, completando sua dissertação em estruturas de cristal, pela qual ele foi premiado com um doutorado em química, física e matemática em 1925.

Em 1926, a Fundação Guggenhein enviou Pauling à Europa por 18 meses para que ele estudasse Mecânica Quântica. Com esse conhecimento, voltou a Caltech, onde ensinou química e continuou suas pesquisas em estrutura química nos anos seguintes.

Seus estudos foram publicados em 1939 no livro “A natureza da ligação química”, que é considerado a base da química moderna, assim como as bases do que chamamos biologia molecular. Em 1940, Pauling passou a usar as suas bases teóricas em aplicações praticas para o Governo Americano, durante a 2ª Grande Guerra.

Suas 2 principais contribuições foram o desenvolvimento do Oxypoligelatin, um plasma sanguíneo sintético para ser usado em emergência durante as transfusões nos combates da guerra. Inventou também um detector de oxigênio, usado em aviões e submarinos, aparelho que ainda é usado em incubadora de recém nascidos prematuros e em pacientes cirúrgicos anestesiados.

Com esse serviço prestado e patriotismo, ganhou medalha presidencial por mérito. Imediatamente após a Guerra, Pauling definiu um caminho de ativismo que ele seguiria o resto da vida. Se juntou a Albert Einstein e um grupo de outros 5 ativistas, chamado Emergency Commitee of Atomic Scientists e passou a falar publicamente sobre os perigos em potencial de uma Guerra Nuclear.

Apesar de todo seu apoio na guerra ao Governo Americano, essa nova postura causou uma atenção negativa do governo, o que lhe custou a retirada do seu passaporte de 1951 até 1954, para que não viajasse ao exterior pregando suas ideias. Mesmo assim, Pauling continuou suas pesquisas, e durante esse tempo fez importantes descobertas sobre estruturas da anemia falciforme e a linha alfa em espiral, teorizando as estruturas básicas do DNA.

Em 1954, também recebeu o Prêmio Nobel de Química pela sua pesquisa sobre a natureza das ligações químicas. O governo americano lhe devolveu o passaporte para que pudesse ir receber o prêmio. Com a sua notoriedade, continuou a campanha pelo fim dos testes e proliferação de armas nucleares, e em 1958 já fazia parte do grupo de cientistas que entrou com uma ação judicial contra o Departamento de Defesa Americano para prevenção de armas nucleares.

Lançou o livro “No more war” com as suas ideias, o que novamente incomodou o governo dos Estados Unidos, e ele foi chamado a comparecer perante uma comissão do Congresso para defender suas ações. Em última instância, foi absolvido de qualquer delito. Dois anos mais tarde, ganhou o Prêmio Nobel da Paz pelo seu trabalho para banir testes nucleares.

Pauling recebeu a premiação no mesmo dia em que foi aprovado o tratado de Banimento de Testes Nucleares. Em 1967, como professor da University of California, e depois na Stanford University, desenvolveu um novo campo chamado Medicina Ortomolecular, a qual era baseada na ideia de que grandes quantidades de certos compostos químicos poderiam ser administradas para ajudar o tratamento e prevenção de doenças no corpo humano.

Seu maior foco foi a pesquisa na vitamina C. Ele teorizava que, ingerindo altas doses desta vitamina, seria possível tratar desde resfriado comum a câncer e Aids. Depois de deixar a Stanford em 1973, fundou o Instituto de Medicina Ortomolecular (mais tarde chamado Linus Pauling Institute of Science and Medicine), continuando suas pesquisas em tratamentos NÃO tóxicos, alternativos a remédios químicos.

Diagnosticado com câncer de próstata, veio a falecer em 1994, com 93 anos de idade. É considerado um dos maiores cientistas do século passado.

Linus Pauling é a única pessoa que ganhou sozinha 2 Prêmios Nobel. A Revista New Scientist classificou Dr. Pauling como um dos 20 maiores cientistas de todos os tempos, uma honra compartilhada com Albert Einstein, Charles Darwin e Isaac Newton. Ele quase ganhou 3º Prêmio Nobel, mas Watson e Crick o venceram por minúscula margem, pela descoberta da estrutura do DNA.

Muitos acreditam que ele esteve sempre muito à frente no seu campo de especialidade com suas pesquisas em nutrição, apesar de ter sido ignorado pela ciência nutricional e medicina tradicional.

A teoria de Linus Pauling sobre vitamina C e Doença cardíaca

 Dr. Pauling nunca deixou de ter posições controversas. Em 1960, começou a investigar o papel da vitamina C na saúde humana. Pauling postulou que a causa da aterosclerose era a deficiência de vitamina C. Uma das grandes perdas da evolução humana foi quando nossos ancestrais deixaram de produzir vitamina C, que se ligaria com a lipoproteína (a), uma substância cujo nível no sangue está correlacionado com doença cardiovascular, sendo o maior componente das placas encontradas nos vasos sanguíneos de pacientes com aterosclerose.

Pauling estava convencido de que altas doses de vitamina C poderiam ajudar na prevenção do aparecimento de doença cardíaca, inibindo a formação de lesões indutoras de doença nos vasos sanguíneos e talvez reduzindo a formação de lipoproteína (a) no sangue. Isso colocou Linus Pauling numa posição de intensa critica, mas o que vemos atualmente é um enorme volume de estudos publicados que suportam a posição de Pauling em relação à doença cardíaca e a vitamina C.

Referências bibliográficas:

  • Alternative medicine handbook: the complete reference guide to alternative and complementary therapies. W.W. Norton & Co., Nova York, 1998:67.
  • Biografia de Linus Pauling, em Nobelprize.org
  • J. Am. Chem. Soc., 45, 6, pp. 1466–1471, 1923.
  • Proc. Natl. Acad. Sci, 54, 4, pp. 989-994, 1965.
  • Science 110, 543-8 (1949) 
  •  Biographical Memoirs of Fellows of the Royal Society 42 (0): 316-338.
  • Canadian Medical Association Journal (CMAJ), March2006.
  • Nature 408, 407 (2000) 

 

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER