Especiais

Afaste o fantasma da insônia

Dormir poucas horas, ter um sono entrecortado ou só adormecer a poder de remédios são um alerta de que o seu equilíbrio hormonal pode estar comprometido. Olheiras, cansaço e mau humor são a ponta do iceberg de um problema que afeta profundamente o organismo: a insônia.

No Brasil, um estudo recente dos Laboratórios Roche, aponta que cerca de 47% da população dormem mal, principalmente as mulheres. A insônia acontece em diferentes graus e pode se caracterizar tanto pela dificuldade em conciliar o sono quanto pelo despertar precoce. Também pode ser crônica ou motivada por problemas circunstanciais.

Seja como for, a correta identificação de cada caso influencia o sucesso do tratamento. Nas insônias crônicas, há evidências da superprodução de hormônios ligados ao estresse, como o cortisol e o andrenocorticóide, e a conquista de uma boa noite de sono, portanto, depende de regulagem hormonal.

Outra parte dos insones, porém, só precisa de hábitos saudáveis. E vale a pena investir nesses cuidados para garantir de 7 a 9 horas de sono diário, pois na esteira das noites mal dormidas, vêm seqüelas, como envelhecimento precoce, resistência à insulina, distúrbios tireoideianos, perda de memória e até depressão.

[divider]

Ambiente

Ao deitar, mantenha o quarto escuro e evite acender a luz, mesmo que precise levantar. A luminosidade afeta a produção da melatonina, que induz ao sono.

Tire o relógio de vista – acompanhar o passar das horas acaba sendo uma fonte extra de preocupação.

Evite aparelhos elétricos ligados a menos de um metro da cama e o uso de tevê e computador antes de dormir. O campo magnético formado pela eletricidade pode alterar a produção de melatonina.

[divider]

Rotina

Procure deitar cedo e sempre no mesmo horário. Entre 23h e 1h, o corpo vive sua fase de maior recuperação e promove a absorção das toxinas pela vesícula biliar – na falta do sono, elas retornam ao fígado, recontaminando o organismo.

Manter o corpo aquecido facilita o sono. Uma sauna ou banho quente antes de deitar são bem-vindos. Caso sofra de de má circulação nos pés, o uso de meias também ajuda.

Praticar 30 minutos de exercícios diários, pela manhã, garante até uma hora extra de sono à noite.

[divider]

Alimentação

Evite alimentos ricos em carboidratos antes de deitar. Eles aumentam a concentração de açúcar no sangue, inibindo o sono.

Um lanche noturno rico em proteínas (presente em carnes, laticínios e leguminosas) estimula a produção do l-triptofano, precursor da melatonina.

Elimine café, chá preto e refrigerantes à base de cola – algumas pessoas não metabolizam a cafeína presente nessas bebidas.

Também o álcool prejudica o sono. Embora cause sonolência inicial, ele pode levar a pesadelos ou fazer com que a pessoa acorde depois de poucas horas.

Não consuma alimentos aos quais tenha baixa tolerância ou alergia. Eles podem causar apnéia, desconforto gastrointestinal e gases.

[divider]

Medicamentos

Cuidado com complexos emagrecedores, que costumam conter cafeína.

As mudanças hormonais da menopausa ou da pré-menopausa podem prejudicar o sono – uma suplementação natural ameniza o problema.

Às vezes, a suplementação de melatonina é a única saída, mas é preciso cautela na sua utilização. Uma alternativa mais segura são os precursores deste hormônio, como o l-triptofano e o 5 hydroxitryptofano.

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER