Saúde

Homem também tem osteoporose

Começa a chamar a atenção nos Estados Unidos o grande número de homens com osteoporose a partir dos 50 anos. Já se registram 2 milhões de casos manifestados e outros 3 milhões em risco iminente. Por aqui, o quadro deve ser semelhante, mas pouco se fala a respeito, porque a doença é mais freqüente em mulheres. Para ambos, os riscos são os mesmos: o aumento da ocorrência de fraturas em função da rarefação óssea. Também a osteoporose masculina pode decorrer de alterações hormonais. Entre os fatores de risco, estão alcoolismo, cálculos renais, uso prolongado de corticosteróides e sedentarismo.

O diagnóstico é feito por exame de densitometria óssea. E o tratamento nem sempre requer complementação de cálcio. É importante reforçar no cardápio a presença de vegetais de folhas verde-escuro e de sucos de vegetais e clorofila, que equilibram o meio ácido, responsável pela perda de cálcio. Também ajuda tomar sol para aumentar a vitamina D, controlar o estresse e fazer caminhadas rápidas. Ingerir água com limão no jejum e 30 minutos antes da refeição favorece a absorção do cálcio e de outros nutrientes. Os suplementos de vitamina K e de ácidos graxos essenciais fortalecem os ossos.

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER