Saúde

Herpes: Como Prevenir E Tratar

Herpes é uma infecção comum altamente contagiosa e que não tem cura. Ela pode ser causada por dois tipos de vírus:

  1. Herpes simples tipo 1 (HSV-1)
  2. Herpes simples tipo 2 (HSV-2)

Que podem resultar em 2 tipos de herpes:

  1. oral
  2. genital

No caso da oral ou labial, as feridas são visíveis em torno de sua boca. Já na herpes genital, aparecem feridas em torno de sua área genital. Caracteristicamente, inicia-se com vermelhidão, pele inchada, seguido de formação de pequenas saliências vermelhas. Na sequência, esse inchaço se transforma em vesículas ou feridas dolorosas, que se abrem e criam uma crosta, mas curam depois de uma semana.

Pode paralelamente apresentar febre, aumento dos gânglios linfáticos satélites e dor de cabeça. Eventualmente, essa lesão pode se espalhar até para os olhos, acompanhando o trajeto nervoso. Cerca de 80% da população tem o vírus da herpes inativo, e em condições de estresse emocional, doença ou queda imunológica, agressão física, cirurgia, intensa exposição ao sol, menstruação ou temperaturas externas, ele se manifesta.

Herpes HSV-1

Modos de infecção:

  • contato com saliva infectada, mucosa ou pele;
  • tocando na lesão aberta, quando se rompem as bolhas;
  • beijo;
  • contato com objetos que contenham o vírus, como pratos, copos, barbeador e outros itens compartilhados.

Herpes HSV-2

A transmissão ocorre pelas mucosas e pele dos genitais, por sexo oral, vaginal ou anal, mesmo sem sintomas ou lesões aparentes. Normalmente, promove dor e coceira com as vesículas visíveis na área genital. Mulheres são mais susceptíveis a herpes genital, pela maior facilidade de transmissão do homem para a mulher. Diferente da herpes oral, neste caso, não há transmissão por contato com objetos usados por alguém com a doença, assim como superfícies de trabalho, lavatório ou toalhas.

Grávidas

Caso esteja com qualquer sintoma de herpes ou contato com o vírus enquanto gravida, converse com o seu médico, pois há risco aumentado de:

  • aborto espontâneo
  • parto prematuro da criança
  • transferir o vírus da herpes para as crianças, o que pode resultar em herpes neonatal. Caso vá entrar em trabalho de parto, é necessário que se previna, fazendo uso de medicações antivirais.

Diagnósticos laboratoriais

  • Cultura do material da lesão: nesse caso, porém, há muita ocorrência de falso-positivo e negativo. O exame pode dizer se a herpes é tipo 1 ou 2.
  • Teste de amplificação do ácido nucleico: tem menos risco de falso positivo e confirma o tipo de herpes (1 ou 2).
  • Teste de reação de cadeia da polymerase ou PCR: este exame determina o DNA do vírus e classifica se é tipo 1 ou 2. Tem boa acurácia, apesar de ser caro e ainda não estar disponível com facilidade.
  • Teste sanguíneo de IgG: checa anticorpos imunoglobulina (IgG) .Tem acurácia razoável e não confirma se é tipo 1 ou 2

Herpes Zoster

É uma infecção causada pelo vírus varicela zoster, caracterizada por erupções cutâneas dolorosas, em um lado da face ou do corpo. São lesões, manchas vermelhas ou vesículas cheias de líquido que tendem a se romperem facilmente.

Inicia-se com dor, coceira ou formigamento na área afetada e aparecem eventualmente, cerca de 1 a 5 dias antes das erupções serem vistas. Quando se tornam visíveis duram de 7 a 10 dias, evoluindo para a cura entre 2 e 4 semanas. Podem aparecer paralelamente sintomas de febre, calafrios, dor de cabeça, desconforto gástrico e cansaço. Tem um risco maior de ocorrer em:

  • pessoas acima dos 60 anos, embora o vírus possa afetar qualquer faixa etária.
  • indivíduos com sistema imunológico deprimido por doenças ou medicações, em tratamento quimioterápico ou radiação.

Tratamento

  • Medicações antivirais, como Aciclovir, Salaciclovir ou Famciclovir: usar com o aparecimento da sensação de herpes ou para suprimir lesão em atividade.
  • Medicações tópicas, como Penciclovir, Aciclovir e Docosanol: só agem reduzindo os sintomas

Tratamento natural

Usando-se suplementos específicos pode-se aliviar a dor, sem causar riscos adicionais de saúde.

  • Echinacea – promove alivio da dor e inflamação, além de conter propriedades antioxidante e antiviral
  • Própolis – resina derivada das abelhas riquíssima em antioxidantes. Combate infecção e aumenta a resposta imunológica
  • L-Lisina – aminoácido que ativa o seu sistema imunológico, encurtando o tempo de recuperação e evita novas crises
  • Zinco – o uso de óxido de zinco tópico promove rápida remissão da lesão.
  • Aloe Vera – usado em gel de forma tópica nas lesões, também acelera a recuperação, tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatória

Dicas de alivio para herpes

  • Gelo – colocado no local afetado acelera a recuperação e inibe atividade viral.
  • Vinagre de maçã – com um cotonete, passe 3 a 4 vezes por dia na lesão, o que causa alívio.
  • Bicarbonato de sódio – aplicar nas lesões com cotonete, o que alivia o desconforto

 

Referências bibliográficas:

  • Genital Herpes – CDC Fact Sheet, Centers for Disease Control and Prevention, February 18, 2016
  • Sexually transmitted infections (STIs),” World Health Organization, December 2015
  • Mouth infections,” Johns Hopkins Medicine
  • Nordqvist, “Herpes: Causes, Symptoms and Treatments,” Medical News Today, March 22, 2016
  • Mayo Clinic Staff, “Genital herpes Symptoms,” Mayo Clinic, May 21, 2014
  • Dock and Spriggs, “Herpes Simplex,” Healthline, July 22, 2012
  • Cutis, 1986;37(2):130-131
  • Med Hypotheses, 1985;17:157-165
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

2 Comments

Deixe uma resposta para peter popov Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER