Infantil

Em busca de vacinas melhores

Com a chegada da primavera, doenças como sarampo, rubéola e catapora voltam a preocupar os pais: é época de vacinar as crianças. Mas muitos pediatras têm  colocado a  vacinação  sob suspeita, já que muitas vacinas contêm o conservante timerosol, com índices significativos de mercúrio, de alta toxicidade, capaz de causar sérios problemas de saúde. Considere-se que, atualmente, uma criança recebe 22 ou mais vacinas antes da época escolar – uma simples conta de somar mostra que uma criança de 8 meses que cumpra o calendário de vacinação já se expôs a 237,5 mcg/kg de mercúrio por dia, quando a dose diária permitida não deve ultrapassar a 0,1 mcg.

Outro dado a observar é que, a partir dos anos 70, quando deslancharam os programas sociais de vacinação, cresceram o autismo, a deficiência auditiva e a hiperatividade – de 900.000 casos, em 1991, para cerca de 5 milhões, hoje. Embora não haja estudos conclusivos, seria bom  que  o Brasil optasse por vacinas sem timerosol, diponíveis em países avançados. Pais e crianças agradeceriam.

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER