Saúde

Você tem um defeito genético e precisa de suplementação com vitamina C!

Como nos dizem os livros didáticos sobre a genética humana, a pediatria e a medicina interna, o fato de todos os seres humanos precisarem da vitamina C não é só uma questão de nutrição.  Isto reflete um defeito genético básico que todos nós compartilhamos: uma inabilidade bioquímica de fabricarmos nossa própria vitamina C.

A vitamina C é sintetizada internamente por quase todas as outras espécies de animais, exceto os chimpanzés, os macacos e outras espécies de primatas, os porquinhos da Índia, um morcego obscuro encontrado apenas na Índia, e os seres humanos.

Os gatos, os cachorros, os elefantes, os pássaros, os cavalos, as vacas… e todas as outras espécies não precisam de vitamina C em suas dietas de forma alguma!  Elas sintetizam a vitamina C internamente da glicose (açúcar sanguíneo), usando uma série de quatro enzimas.  Olha que interessante: quando estressados de qualquer forma, esses animais imediatamente começam a fabricar por si quantidades aumentadas de vitamina C para combater o estresse!

As células hepáticas humanas contêm as primeiras 3 enzimas da série que sintetiza a vitamina C, mas a quarta enzima está totalmente ausente. Quando os seres humanos ficam estressados, a atividade daquelas primeiras três enzimas aumenta muito, mas não se produz vitamina C nenhuma, já que a quarta enzima não está lá para completar o time.

Diferente dos animais, nós somos geneticamente impedidos de produzir uma das moléculas desintoxicantes e antiestresse mais importantes em toda a natureza, a vitamina C.

A necessidade humana de vitamina C é um erro inato do metabolismo, uma doença genética com a qual temos que conviver diariamente, e não apenas um problema nutricional.

Como se manter saudável

Quando os animais ingerem carcinógenos, os seus corpos imediatamente começam a sintetizar 10, 20, até 50 vezes mais vitamina C para ajudar a desintoxicar e eliminar o elemento nocivo. Já os corpos humanos tentam fabricar mais vitamina C, mas não conseguem.  

Quando os animais são feridos, os seus corpos sintetizam vitamina C para auxiliar no reparo do tecido.  (A vitamina C é a chave da síntese de colágeno no tecido conectivo.)  Novamente, os corpos humanos tentam, mas não conseguem.

Quando os animais recebem drogas de qualquer tipo (incluindo o álcool, a nicotina e a cafeína), os seus corpos sintetizam mais vitamina C até que as drogas são desintoxicadas.  Os corpos humanos tentam fazer o mesmo, mas… adivinhe: não conseguem!

Na verdade, quando os animais começam a adoecer de qualquer maneira, os seus corpos começam a sintetizar muito mais vitamina C. Trata-se de um esforço para combater a doença e encurtá-la – ou pelo menos reduzir os sintomas com o passar do tempo, se ela se instalar.

Um estudo humano (que de maneira muito prática resume tudo isto e ainda mais) demonstrou que uma suplementação diária de vitamina C foi capaz de estender a vida por seis anos para os homens pesquisados e um ano para as mulheres. Como o estudo foi iniciado quando os participantes eram de meia idade ou mais, é provável que os resultados fossem até melhores se a suplementação tivesse sido iniciada desde o nascimento!

Alguns cientistas que estudaram seriamente esta questão salientam que, comparado com os animais que sintetizam a sua própria vitamina C, se os seres humanos adultos também fabricassem a sua própria, eles produziriam de 2 a 4 gramas de vitamina C por dia.  Outros cientistas observaram que os gorilas adultos (outra espécie que não sintetiza a vitamina C), vivendo em uma área idêntica a aquele ambiente original dos seres humanos, ingerem aproximadamente de 3 a 4 gramas de vitamina C por dia (calculados em base de peso humano).

Afinal, quanto de vitamina C você precisa?

Respeitando-se a individualidade bioquímica de cada individuo, aconselho fazer o teste de tolerância intestinal. Vagarosamente aumente a quantidade de vitamina C suplementar a cada dia, até que você comece a ter um excesso de gases ou intestino solto.  Isso vai significar que seu corpo chegou ao limite de uso da vitamina, então volte para a maior quantidade tolerável que não produza os problemas.

A maioria dos adultos encontram este ponto de tolerância entre 3 a 6 gramas ou mais por dia.  Entretanto, quando ocorrer uma doença, o ponto de tolerância frequentemente aumenta para 20 a 30 gramas ou mais por dia, mostrando que os nossos corpos precisam de uma ajuda adicional quando estamos doentes. Ocasionalmente, as pessoas que tiveram doenças virais sérias me disseram que elas tomaram até 100 gramas por dia durante um dia ou dois sem ter problema intestinal algum!

Uma vez que a vitamina C é solúvel em água e usada rapidamente pelos nossos corpos, é lógico espaçá-la em pelo menos duas ou até três intervalos diários quando estamos saudáveis e até de hora em hora quando estamos doentes. Lembre-se de que a vitamina C não é uma vitamina típica.  Nós precisamos dela para ter a melhor saúde por causa de um problema genético comprovado!

Há apenas uma precaução definitiva:  se você tem histórico de cálculos renais de oxalato de cálcio, deve limitar a vitamina C suplementar a 1 grama por dia, a não ser que esteja trabalhando com um profissional de saúde que seja conhecedor da terapia nutricional.  Aí sim, ele vai lhe mostrar como aumentar a dose de vitamina C sem riscos. E é claro, tudo isso depende de uma avaliação médica que respeite a sua individualidade bioquímica. Converse com seu médico!


 

Referências bibliográficas:

  • Linus Pauling Institute, Vitamin C
  • Science November 5, 2015 DOI: 10.1126/science.aaa5004
  • Medical Hypotheses, 1997;48:387-392.
  • Vitamin C in Health and Disease, Packer, Lester and Fuchs, Jurgen, eds., 1997;Chapter 18:323-331.
  • Vitamin C in Health and Disease, edited by Packer & Fuchs;1997;Chapter 20:341-366.
  • Current Eye Research, 1997;16:857-864.
  • The Lancet, September 10, 1994;344:721-724.
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)
Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER