Prevenção

Como Reduzir a Inflamação Silenciosa no seu Corpo

Atualmente, está muito clara a importância de se ter a inflamação sob controle, pois esta é a causadora da maioria das doenças crônicas do mundo moderno.

Controlar essa inflamação é a base para se ter um ótimo funcionamento bioquímico, imunidade elevada, energia vibrante e clareza mental.

Portanto, ter uma dieta rica em alimentos com propriedades anti-inflamatória é imperativo para que se mantenha o processo de inflamação silenciosa neutralizado e sob controle.

Além de uma alimentação rica em vegetais folhosos escuros, como brócolis e repolho, peixe rico em ômega 3, gema de ovo e carnes de animais criados a pasto, há 3 elementos naturais que não podem faltar na sua estratégia anti-inflamatória:

1) Cúrcuma

Estudos científicos recentes confirmam que a Cúrcuma tem atividade antioxidante, anti-inflamatória, antiviral, antibacteriana, antifúngica e anticâncer, conferindo alto potencial contra várias doenças do envelhecimento, como diabetes, alergias, artrites, etc.

Além disso, contém diversos compostos anti-inflamatorios, como inibidores de COX-2 (a enzima COX-2 acelera a formação de substâncias que causam inflamação e dor, além de estimularem o crescimento de células cancerígenas).

Afeta moléculas de sinalização, interagindo diretamente com moléculas inflamatórias, DNA e RHA, proteínas transportadoras e íons metálicos.

Além disso, veja outros benefícios da cúrcuma:

  • Mantém o seu sistema digestivo saudável. É eficaz contra gastrite, úlcera péptica e câncer gástrico, que são todos causados por bactérias Helicobacter pylori (H.pylori).
  • Modular cerca de 700 de seus genes
  • Agente neuroprotetor para Doença de Parkinson e Alzheimer.
  • Osteoartrite: melhora a mobilidade e a dor. Com uso diário de 200 miligramas de curcumina, segundo estudo publicado em 2011.

Já outro estudo revelou que a Cúrcuma bloqueia as vias inflamatórias e impede eficientemente a ocorrência de uma proteína que desencadeia inchaço e dor.

  • Câncer: diversos estudos evidenciam suas capacidades anticancerígenas em comparação com outros nutrientes.
  • Tem ação no sistema cardiovascular, reduzindo risco de trombose e infarto do miocárdio, além de níveis saudáveis de colesterol, evitando oxidação de lipoproteínas de baixa densidade.

2) Gengibre

Esse tempero, usado por séculos para combater inflamação e dor, alivia dores musculares, dor de garganta, além de combater o cansaço.

Sua ação é baseada nos gingeróis, shogaols e paradóis, que agem como anti-inflamatório não esteroide, como o Ácido Isobutilpropanoicofenólico (Ibuprofeno) e Celecoxibe (Celebra), que são usados com muita frequência no tratamento das dores articulares.

O seu potencial de aliviar a dor é de grande alcance, eficiente também em dores musculares, cólica menstrual, dores de cabeça de enxaqueca, sendo comparado a medicação Sumatriptan – com menos efeitos colaterais. Além disso, tem ação termogênica, ativando o metabolismo em até 5% e a queima de gordura em até 16%.

  • Melhora a digestão e absorção de gordura.
  • Reduz a vertigem.
  • Protetor contra doenças cardiovasculares.

Procure consumir gengibre fresco, pelo risco de contaminação por miotoxina. Além disso, quando conservado na geladeira, tem facilidade de criar bolor.

Para seu conhecimento, sabe aquele gengibre que normalmente vem com os sushis? Pois é, eles têm açúcar, e se consumi-los, que seja o da cor amarela. O rosa, além do açúcar, contém corantes artificiais.

3) Pimenta Caiena

Contém uma variedade de flavanoides e carotenoides, antioxidantes que protegem as estruturas celulares do dano que leva a inflamação e doença.

Capsaicina é o composto responsável pelas propriedades medicinais e que confere o seu gosto picante. Quanto mais capsaicina, mais quente é a pimenta.

É usada também em cremes para alivio da dor, cuja ação é por depletar as células nervosas de substâncias P, um químico que transmite os sinais de dor para o cérebro.

Promove perda de peso pela elevação da taxa metabólica e temperatura da pele. Além disso, ativa receptores celulares em seu revestimento intestinal, criando uma reação que diminui o risco de tumores. Ajuda na perda de peso, promovendo saciedade e maior queima calórica por efeito termogênico.

Referências bibliográficas:

  • Journal of the American Chemical Society 2009 Apr 1;131(12):4490-8
  • Natural Product Reports 2011: 28; 1937-1955
  • Benefits of Turmeric Essential Oil”, Turmeric for Health
  • Antimicrob. Agents Chemotherapy. April 2009 vol. 53 no. 4 1592-1597
  • Phytother Res. 2013 May 9
  • ORL J Otorhinolaryngol Relat Spec. 1986;48(5):282-6
  • J Sci Food Agric. 2011 Sep 14
  • Biomed Biochim Acta. 1984;43(8-9):S335-46
  • Pain Physician. 2014 Mar-Apr;17(2):E213-8.
  • American Institute for Cancer Research February 2007
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER