Prevenção

Como ficar invisível aos mosquitos?

Certamente, o calor traz alguns inconvenientes para todos nós. E picada de mosquito é um desses problemas! Atualmente, com todas as doenças transmitidas por esses bichinhos irritantes e perigosos, como Zica, Chikungunya, Dengue, Malária, Febre Amarela, encefalites e Febre do Nilo, se descreve o mosquito como sendo o animal mais letal do planeta!

Certos compostos, liberados através do suor ou produzidos por degradação bacteriana na nossa pele, podem nos tornar irresistíveis ou invisíveis aos mosquitos. Qual você prefere? Com certeza, ficar invisíveis para estes insetos é o que todos queremos!

Segundo testes, a produção de ácido lático através do suor humano atrai quase a totalidade de mosquitos. Porém, ao produzir 1-methylpiperazine, a área sensorial dos mosquitos ficará bloqueada, e você torna-se invisível para eles.

Como assim? Que diabos é esse 1-methylpiperazine? Trata-se de uma substância que algumas pessoas secretam naturalmente, mais do que outras, saindo do radar dos mosquitos. Tanto é que os cientistas estão tentando produzir sprays com essa substância, buscando desenvolver uma fórmula que não evapore e se conserve na pele, para manter o efeito.     

Porque algumas pessoas são mais picadas do que outras?

Segundo estudos da London School of Hygiene & Tropical Medicine, há evidências claras de que 85% da atração dos mosquitos por nós, humanos, está relacionada aos genes que controlam nosso odor corpóreo.

Mas, há outros fatores que atraem os mosquitos como:

  • pessoas que produzem muito ácido úrico;
  • pessoas com tipo sanguíneo “O”;
  • pessoas com alta concentração de esteroides na sua pele;
  • pessoas que estão se exercitando, transpirando, corpo aquecido, aumento de ácido lático e movimentação;
  • beber álcool atrai os mosquitos, em especial cerveja.

Porque o mosquito nos pica?

O motivo do mosquito fêmea nos picar não é por seus objetivos nutricionais. Ela está atrás de componentes do nosso sangue, como proteínas e outros substâncias usadas para produzir seus ovos. Com a sua picada, injeta saliva no nosso capilar sanguíneo e, ao mesmo tempo, transmite a doença diretamente ao sistema circulatório. O sangue coletado vai servir para produzir os ovos no seu abdome.

Como se proteger?

Os repelentes que contêm DEET, tão comentados, contam com um químico que é desagradável ao mosquito, tornando-o distante. Mesmo assim, alguns mosquitos têm desenvolvido resistência, tornando o DEET menos efetivo.

O grande problema é que este químico está correlacionado a uma série de efeitos colaterais, especialmente para crianças, como lesões no sistema nervoso central. Nos testes em laboratório têm sido demonstradas mudanças comportamentais, perda de memória, dor de cabeça, tremores, dores musculares e articulares, fraqueza muscular e fadiga.

(Clique aqui para ver um post especial sobre essa terrível relação entre o DEET e a saúde das crianças).

Então, qual o repelente mais indicado?

  • Há uma série de medidas que você pode tomar para evitar ser picado. Veja quais são:
  • Evitar estar em ambiente externo ao amanhecer e ao final do dia, pois é quando os mosquitos estão mais ativos;
  • Vestir-se com roupas claras, usar calças e mangas compridas, chapéu e meias;
  • Durante e após os exercícios, pelo aumento de temperatura corpórea, há maior atração dos mosquitos. Portanto, tome um banho gelado e se seque bem após o treino, para diminuir a temperatura do corpo e a atração dos mosquitos.
  • Usar complexo B em comprimido diariamente;
  • Há vários repelentes naturais, mas o que mais aconselho é o óleo de citronela, associado ao óleo de coco. Passe sobre a pele.

Tem outras opções que mostrei no artigo especial de verão sobre proteção contra mosquitos. Clique aqui para ver.

Super saúde!

[divider]

Referências bibliográficas:

  • Science Daily August 28, 2001
  • J Am Mosq Control Assoc. 2002 Jun;18(2):91-6.
  • J Agric Food Chem. 2004 Jul 14;52(14):4395-400
  • J Med Entomol. 2004 Jul;41(4):796-9.
  • Scientific American April 16, 2012
  • Webmd.com Bad Bugs Slideshow
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)
Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER