Saúde

Como escolher o seu óleo de coco?

Uma dúvida muito frequente de quem me acompanha por aqui e nas redes sociais, é sobre como escolher o melhor óleo de coco. Veja bem: há muitos métodos diferentes de processar o óleo de coco que afetam a qualidade, aparência, sabor e aroma do produto final. O óleo de coco é comumente dividido em duas categorias amplas:

  1. Refinado, branqueado e desodorizado (RBD);
  2. Virgem;
  3. Extravirgem;

O que difere os três é a quantidade de processamento a que o óleo é submetido. Observe:

Óleo de coco virgem

O termo “virgem” simplesmente significa um óleo que foi sujeito a um processamento menos intenso, temperatura mais baixa e nenhuma substância química.

Óleo de coco extravirgem

O extravirgem é um óleo mais delicado, extraído precocemente e à frio. Ele que conserva todas as características benéficas do produto, com todos os ácidos graxos extremamente saudáveis (49% de Ácido Láurico, 8% de Ácido Caprílico, 7% de Ácico Cáprico, 18% de Ácido Mirístico, 8% de Ácido Palmítico, 2% de Ácido Esteárico, 6% Ácido Oleico e 2% de Ácido Linoleico) e conserva todos os fitoquímicos presentes. Este é o óleo usado em todos os estudos que apresentam resultados positivos de saúde. Portanto, só recomendo esse tipo específico.

Óleo de coco refinado

O óleo refinado (RBD) é tipicamente feito do coco desidratado, conhecido como copra. É feito secando o coco ao sol, defumando-o, aquecendo-o em uma fornalha, ou alguma combinação dos mesmos. O óleo feito de copra é o óleo de coco mais comum usado nas indústrias de cosméticos e de alimentos. Embora altas temperaturas e solventes químicos sejam usados na produção deste óleo, ele é considerado um óleo dietético saudável porque os ácidos graxos no óleo de coco não são danificados no processo de refinamento. O óleo refinado (RBD) é geralmente sem cor, sabor ou odor. Muitas pessoas preferem este tipo de óleo para uso geral na culinária e nos cuidados corporais porque ele não afeta o sabor dos alimentos e não deixa um odor quando usado na pele.

A maioria dos óleos de coco virgens é feita de cocos frescos, não de copra. O óleo é extraído de várias maneiras: fervura, fermentação, refrigeração, prensa mecânica ou centrífuga. Uma vez que altas temperaturas e solventes químicos não são utilizados, o óleo retém seus fitoquímicos naturais (substâncias químicas de plantas), que produzem um distinto sabor e cheiro de coco.

A maneira de distinguir entre eles é pelo cheiro e pelo sabor. Os óleos refinados (RBD) são insossos. Os óleos virgens e extravirgem têm um sabor e um aroma deliciosamente brando de coco. Como disse acima, o único que indico é o extravirgem. Só ele garante a certeza de que você terá todos os benefícios para ter uma supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Óleo de coco: a gordura que pode salvar sua vida. Ed. Gaia
  • The Coconut Oil Miracle. Ed. Avery
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

3 Comments

Deixe uma resposta para ELIZA CARVALHO Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER