Alimentação

Coma Frituras Sem Culpa ou Risco Cardiovascular

Normalmente, a informação que temos assimilado nestes últimos 60 anos é que frituras causam doença cardíaca como infarto, derrames e que se deve consumir os alimentos assados, que reduziriam o seu risco.

Só que esta mensagem não é correta!

Calma, eu explico…

Aliás, obrigado por continuar lendo este texto, pois certamente muitos vão achar que isso é o maior absurdo do mundo!

Muitas vezes, nos estudos publicados, as pessoas só têm acesso à parte da estória e acabam tirando as suas conclusões erroneamente. Nesse caso, passam a se sentir culpadas de consumir alimentos fritos, pois entendem que eles fazem mal a sua saúde!

E veja como títulos de estudos acabam nos sugestionando:

“Peixe frito aumenta o risco de derrame, enquanto grelhados ou assados reduzem esse risco, segundo estudo”.

Porém, essa não é a mensagem correta. O leitor lê o titulo e o primeiro paragrafo aonde diz:

“Pesquisadores de Harvard observaram em um estudo mais de 4.700 pessoas idosas que comiam peixe frito ou sanduíches, e era associado com maior risco de derrame.”

Com isso, o leitor fica completamente mal-humorado e mal orientado.

Ele lê mais detalhes e vê:

“O consumo de peixe frito ou sanduíches de peixe foi associado com 37% de aumento de risco de derrame, e 44% de alto risco de acidente vascular isquêmico, o tipo que ocorre quando um trombo obstrui uma artéria.”

Isso pode acabar como o seu caso amoroso com alimentos fritos. Mas provavelmente não vai acontecer, e não tem por que!

Afinal, frituras são ruins?

Se você pergunta à maioria dos médicos se alimentos fritos são saudáveis, certamente eles vão te dizer que NÃO são saudáveis.
Todo mundo ouve a palavra “frito” e já imagina o fígado, a vesícula biliar sofrendo e o intestino tendo contrações espasmódicas. Porém, ninguém sabe por que alimento frito é ruim.

Só sabem que é ruim e ponto final.

E mais… Apesar dos médicos falarem isso com firmeza, eles também comem alimentos fritos, como todo mundo. Se você, porém, observar os artigos até o final como neste caso e em todos os outros, não vai tirar conclusões erradas, que acabam virando um mantra de desvio alimentar:

“Outro estudo com o mesmo objetivo desse publicado, mostra que o tipo de gordura que se consome pelos indivíduos de meia idade pode ser mais importante do que a quantidade de gordura, que é o que reduz o risco de morte por doença cardiovascular”.

Portanto, o importante é o tipo de óleo usado e não o método de cozimento. Não tenha na cabeça só metade da estória, pois assim você pode estar se privando das boas coisas, se sentindo culpado em comer coisas que não poderia.

A verdade sobre frituras é que se você usa óleo de coco, óleo de palma, manteiga ou banha de porco para preparar esses alimentos, não há nenhum problema com as suas artérias, pois estes não se transformam em gorduras trans como os óleos vegetais hidrogenados ou parcialmente hidrogenados.

Se quiser conhecer um pouco dos riscos dos óleos vegetais, clique aqui.

Entendeu agora? Com isso, esqueça esse risco! E na dúvida, coma sushi!

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Archives of Internal Medicine. 2005; 165(2):200-206
  • Health Day News. 01/21/2005
  • The Free Man’s Declaration for Health and Longevity. William Campbell Douglas.
  • Livro Óleo de coco: a gordura que pode salvar sua vida. Editora Gaia
  • Livro Sinal Verde para a Carne Vermelha. Editora Gaia
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER