Alimentação

Este é o Chocolate Puro que Você pode Comer sem Culpa!

Você é daquelas pessoas que amam chocolate? Está sempre procurando o melhor dos melhores?

Saiba que 99% do chocolate que você encontra nas bombonieres, lojas de conveniência ou cinema e teatro é puro junk.

Veja o que todos os benefícios relatados nas pesquisas recentes são com relação aos chocolates de qualidade: no caso, o chocolate escuro premium, e não o barato e altamente processado, produzido em massa, um junk açucarado que você encontra na maioria dos lugares.

Uma meta-análise de sete estudos pesquisou se havia alguma ligação entre o consumo de chocolates e distúrbios cardiometabólicos, como doença coronariana, acidente vascular cerebral, diabetes e síndrome metabólica. As conclusões foram que os chocolates, especificamente os compostos de cacau cru e não industrializados, reduziram o risco de todos os distúrbios.

Nem todo o chocolate é criado igual

O chocolate de cacau cru é um choque de polifenóis, que são os mais potentes antioxidantes do planeta. Nesse caso, contém cerca de 400 tipos de polifenóis. Infelizmente, é muito amargo e não é doce, mas é o chocolate que tem mais benefícios para saúde.

Já a imensa maioria, que está na forma de chocolates ao leite, contém quantidades mínimas de cacau saudável e excesso de açúcar. Para piorar, o leite adicionado ao chocolate também pode interferir com a capacidade do seu corpo em absorver os antioxidantes benéficos (polifenóis) no chocolate.

E o chocolate branco? Bem, ele nem é um chocolate de verdade, pois não contém nenhum cacau ou chocolate: é um composto de leite pasteurizado e rico em açúcar, sem nenhum fitonutriente.

Verdades sobre o chocolate

  1. Reduz agregação plaquetária, semelhante à aspirina, o que reduz o risco de ataque cardíaco.
  2. Previne doença cardiovascular em diabéticos. Num estudo em que pacientes diabéticos receberam uma bebida rica em cacau de alta concentração de flavanoides durante um mês, houve melhora importante dos vasos sanguíneos.
  3. Protegem seu cérebro após um acidente vascular cerebral, melhorando a resposta celular das células nervosas lesadas, pela presença de um composto de chocolate escuro, chamado epicatequina.
  4. Promove bloqueio temporário das sensações de dor e ansiedade, pela presença de um componente químico natural, a anandamida, que age como um neurotransmissor cerebral.
  5. Riquíssimo em antioxidantes, neutralizadores de radicais livres, que aceleram envelhecimento e causam as principais doenças degenerativas crônicas.
  6. Rico em micronutrientes como potássio, zinco, magnésio e ferro
  7. Promove melhora dos níveis de colesterol, pois a gordura encontrada no chocolate tem efeito positivo nos níveis de colesterol.
  8. Melhora a pressão arterial. Segundo estudo publicado no Journal of the American Association, o chocolate ajuda a promover pressão arterial saudável, por ajudar no relaxamento dos vasos sanguíneos.
  9. Aumenta a energia física e clareza mental pela presença de cafeína e teobromina.
  10. Aumenta produção de óxido nítrico pelo corpo, promovendo relaxamento dos vasos sanguíneos. Isso reduz a pressão arterial, protege o coração e melhora a função sexual.

Analisando o rótulo com atenção

O chocolate escuro é bem amargo por causa de seu nível de cacau – quanto mais cacau, mais amargo ele é – o que é causado pelos flavanoides, como já comentei. No entanto, muitos produtores adoçam o produto para torná-lo mais agradável, então certifique-se do que está sendo usado como adoçante. Veja quais os melhores e os piores:

Tipos de adoçante

  1. Mel: desde que usado com moderação, sem problemas.
  2. Stevia ou LuoHan: são os adoçantes mais saudáveis.
  3. Evite qualquer produto que contenha outros adoçantes artificiais.

Tipo de grão

  1. Dê preferência a grãos de cacau orgânico.
  2. Grãos de cacau geneticamente modificados: evite-os dentro do possível.

Tipo de gordura

  • A gordura do chocolate é a do tipo certo, está contida na manteiga natural de cacau, pois ela retarda a absorção de açúcar, diminuindo o pico de insulina, além de aumentar o HDL colesterol.
  • Outra opção saudável seria o óleo de coco.
  • Evite produtos com óleo de soja (e qualquer outra forma de soja), outros óleos vegetais e gorduras trans.

Certamente, esse é o deleite mais sem culpa que você poderá apreciar!

Referências bibliográficas:

  • Circulation 2009 Mar 17;119(10):1433-41
  • BMJ 2011 Aug26;343:d4488
  • Am J ClinNutrMarch 2012
  • Journal of Nutrition 2008 Sep;138(9):1671-6
  • Am J ClinNutr. 2009 Nov;90(5):1144-50
  • BMJ 2012;344:e3657
  • Am J ClinNutr. 2012 Sep;96(3):584-90
  • Lancet. 1993 Oct 23;342(8878):1007-11.
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER