Alimentação

Chocolate amargo: coma sem culpa!

Sem dúvidas, o chocolate é um dos doces mais queridos e consumidos por todos – principalmente na Páscoa. E aí, quando exageramos, vem aquela culpa por termos consumido um caminhão de açúcares e gorduras ruins.

Agora, veja bem: existe um tipo de chocolate que tem excelentes propriedades para a sua saúde. A ciência mostra que o chocolate amargo pode trazer vários desses benefícios!

Ele apresenta 6 compostos químicos que, sozinhos, já lhe trazem benefícios. Imagine todos juntos, como ocorre no chocolate natural, escuro ou amargo!

São eles:

  1. Anandamida: é um neurotransmissor cerebral que promove o bloqueio da sensação de dor, ansiedade, melhora da memória e promove a sensação de bem estar.
  2. Polifenóis: antioxidantes neutralizadores de radicais livres, que reduzem o desenvolvimento de Doença de Alzheimer, Doença Cardiovascular e Câncer, além de aumentarem a expectativa de vida.
  3. Epicatequinas: antioxidante com propriedade protetora, especialmente do coração, prevenindo tanto a coagulação como a inflamação.
  4. Cafeína: aumenta a energia física e mental, e deixa a pessoa mais alerta.
  5. Theobromina: também tem ação energética e maior clareza mental e melhora do humor.
  6. Resveratrol: potente antioxidante encontrado no vinho tinto, com alta habilidade de proteção cardíaca, cerebral e rejuvenescedora.

É crescente o número de estudos mostrando que o chocolate é um super alimento com rica concentração de antioxidantes e polifenóis; estando entre os mais poderosos anti-inflamatórios e antioxidantes existentes na humanidade.

Mas isso se refere ao chocolate amargo, por conter altas concentrações de cacau, bem superiores ao chocolate ao leite. Esse é o principal segredo do seu poder gerador de saúde.

Veja alguns dos seus benefícios:

  • protetor contra Câncer, Alzheimer e Doença Cardíaca;
  • anti-inflamatório;
  • reduz hormônios do estresse;
  • melhora a flora intestinal;
  • neuro protetor;
  • cardio protetor;
  • melhora a função endotelial;
  • melhora o perfil lipídico;
  • aumenta a expectativa de vida;
  • neutralizador de radicais livres (antioxidante);
  • aumenta o óxido nítrico, que melhora a pressão arterial, relaxa os vasos sanguíneos (antioxidante);
  • aumenta do HDL colesterol e reduz o LDL colesterol.

Recentemente, o que mais chamou a atenção é que um estudo mostrou que as bactérias boas do trato digestivo degradam e fermentam os componentes do chocolate amargo, transformando-o num poderoso anti-inflamatório.

Os pesquisadores, até sugerem que se consuma chocolate amargo com probióticos, para estimular a conversão de polifenóis em compostos anti-inflamatórios de fácil absorção no trato digestivo.

Mas, lembre-se que para se ter quantidade de bactérias boas, deve-se, além de consumir alimentos fermentados, vegetais, queijos, iogurte, pão, picles, cerveja e café, fazer uso de um bom suplemento de probiótico evitar açúcar e grãos.

Uma sugestão interessante, segundo os pesquisadores, é associar chocolate amargo com frutas ricas em antioxidantes, como açaí, por exemplo. Isso potencializa os benefícios para a saúde.

Escolhendo o chocolate certo

Lembre-se que a maioria das marcas de chocolate no mercado são muito ricas em açúcar, calorias e gorduras saturadas ruins. Portanto, escolha com bastante atenção aquele que seja rico em cacau, tenha pouco açúcar (de preferência orgânico), seja livre de aditivos e que sua gordura seja só manteiga de cacau, a gordura natural dos grãos do cacau.

Assim você terá a certeza de que está comprando e consumindo o verdadeiro chocolate amargo escuro. Não esqueça também de consumi-lo com moderação, pois senão haverá perda dos benefícios!

Qual a quantidade certa para consumo do chocolate amargo?

De acordo com um dos maiores estudos epidemiológicos conduzidos na Europa, deve-se consumir algo em torno de 7 gramas de chocolate escuro por dia. A pesquisa avaliou a geração de inflamação, processo que promove o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Lembrando que esses achados não valem para o chocolate ao leite, pois nesse caso há interferência com a absorção dos polifenóis. Em resumo, faça o seguinte: coma meia barra de chocolate amargo por semana e você obterá esses benefícios!

Referências bibliográficas:

  • GreenMedInfo.com, Chocolate Research
  • The Journal of Nutrition. Oct 2008, 138:1939-1945
  • Science Blog November 24, 2009
  • Journal of Agricultural and Food Chemistry October 14, 2009; 57(19):9169-8
  • BMJ. 2011 Aug 26;343:d4488.
  • J Cereb Blood Flow Metab. 2010 Dec;30(12):1951-61.
  • JAMA July 4, 2007
  • Science Daily. Sep 22, 2008
  • Nutr Res. 2008 Jun;28(6):377-82
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)
Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER