Você tem sua pressão arterial sob controle?

A hipertensão arterial é um problema muito sério, sendo possivelmente o segundo maior inimigo da saúde pública. Isso porque, 40% das pessoas têm o problema e não sabem. É muito frequente vermos indivíduos fazendo uso de medicação para a pressão, mas ainda sim não tendo o controle sob a mesma.Talvez você não saiba, mas não é a hipertensão arterial que provoca a doença cardíaca. Muito pelo contrário. É a doença cardíaca que leva o indivíduo a ter problemas de hipertensão.

A efetividade da Aspirina pode estar em xeque

Estudos científicos têm falhado em provar que doses baixas de Aspirina oferecem proteção segura e efetiva contra doença cardiovascular, apesar da grande utilização pelos médicos. Muitos estudos apontam mais mal do que bem.Cerca de 10 anos atrás, o doutor John G. L. Cleland, um cardiologista da Universidade de Hull, na Inglaterra, escreveu um artigo publicado no British Journal of Medicine colocando em dúvida a eficiência da Aspirina na prevenção de ataques cardíacos. Para isso, o doutor Cleland baseou-se em uma série de metas-análises com segmento de mais de 100 mil pacientes de alto risco de doença cardíaca, onde observou que a terapia com Aspirina não apontava o salvamento de vidas.

Você quer manter sua mente clara conforme vai envelhecendo? Então, você precisa de vitamina B12!

De acordo com as últimas pesquisas pessoas com deficiência de vitamina B12 apresentam resultados inferiores em testes de avaliação cognitiva e têm volume cerebral menor, sugerindo que a deficiência dessa vitamina possa levar à atrofia cerebral.Esse assunto é muito importante pelo fato da vitamina B12 ser deficiente de modo geral e difícil de avaliar, pois os marcadores são inadequados e não refletem a realidade. Eles só avaliam a vitamina B12 em nível sanguíneo e não a concentração de todos os marcadores relacionados com vitamina B12, que são os que estão associados à função cognitiva global e ao volume total do cérebro.

Viscosidade sanguínea: Silencioso, mas letal

Viscosidade sanguínea é a mensuração direta da resistência do fluxo de sangue. Isso afeta o organismo não somente quanto à dificuldade que o coração tem em trabalhar para circular o sangue, mas também pelo o nível de estresse, atrito, agressão e inflamação que o sangue causa às artérias.Essa viscosidade, que diminui o fluxo sanguíneo, é o que causa a ateroesclerose e seus sintomas se tornam evidentes somente alguns anos depois. As pesquisas mostram que as agressões causadas nos vasos sanguíneos levam a formação de placas em consequência dessa alteração da viscosidade sanguínea. Quanto mais grosso o seu sangue, mais pressão é necessária para movê-lo pelo corpo, gerando mais trabalho para o coração. Essa viscosidade deixa o sangue abrasivo e lesivo para as células das paredes das artérias (endotélio).

A Assassina Silenciosa Não seja vítima de uma doença sem sintomas

A próxima doença epidêmica já está na soleira da porta dos brasileiros e poucas são as pessoas que já se deram conta disso.  E da mesma forma em que a Diabete tipo 2 entrou em cena nos anos 90, a próxima epidemia fatal está pairando para entrar no holofote da próxima década.Na verdade, um terço de todos os adultos já pode estar sofrendo os traumas dessa assassina silenciosa e a maioria deles não tem a mínima noção do que está acontecendo.

O risco dos medicamentos

Segundo o cientista social Donald Light, que acaba de lançar o livro “O Risco dos Medicamentos” onde analisa os estudos publicados nos últimos 40 anos, 85% dos remédios lançados pela indústria farmacêutica nesse período oferecem pouca ou nenhuma vantagem terapêutica quando comparados aos já existentes.Então eu pergunto a você: será que vale a pena correr o risco de se usar esses novos medicamentos?

Preocupado com a interação entre remédios e fitoterápicos? Veja as informações que preparei para você.

Tem muita gente por aí dizendo por aí que “fitoterápicos não são perigosos”. Mas, será que esse tipo de tratamento tem a mesma reação que os remédios? Será que essas reações podem ser perigosas?Pois saiba que a interação entre fitoterápicos e remédios pode ser perigosa, sim, dependendo do fitoterápico, do remédio e da combinação dos dois.

Saiba como bloquear a acidez estomacal

No mundo todo, muita gente sofre com os problemas causados pela acidez estomacal e a maioria não sabe como agir ou acaba agindo de forma errada. Saiba as reações causadas pelo mau uso de medicamentos contra a acidez.Pesquisas nesse sentido têm correlacionado o contínuo uso de medicamentos antiácidos ao alto risco de fratura de costela, pneumonia, degeneração macular, baixo nível circulante de vitamina C e ao crescimento de bactérias intestinais clostridium difficile, causadora de infecção intestinal.

Redefinindo a palavra saúde

Já parou para pensar o que significa saúde para você? Para você ser saudável é incluir uma dúzia, ou mais, de medicações em sua dieta? Sinceramente, eu espero que não!Se você usa remédios como uma opção para ser saudável, possivelmente você estará mais distante da direção certa.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER