Alerta! A nutrição pode ajudar até em acidentes nucleares

No mês passado (22/08/15), o jornal “O Estado de São Paulo” publicou uma matéria muito preocupante. Os poços da zona rural de Caetité, na Bahia, estariam, segundo a reportagem, altamente contaminados por Urânio. Isso é algo que certamente está causando impactos negativos à saúde dessa população.É um caso complicado, e dou aqui meu alerta e sugestão para essas pessoas – não só para os habitantes da cidade, mas para todos em um raio de 300km do local de contaminação, que podem ser afetados.

Entenda o Estresse!

O estresse tem sido definido pelos pesquisadores como um conjunto de respostas ou reações às agressões e mudanças radicais de ordem física, psíquica, infecciosa ou do meio ambiente, que venham alterar o estado de desequilíbrio do organismo.As respostas para estas agressões podem se traduzir em dores, desordens gastrointestinais e sintomas emocionais tais como: ansiedade e insegurança, náusea, irritabilidade e até desespero. Além disso, ele pode ser também o causador de várias doenças ou desvios de comportamento como a ansiedade, pressão alta, úlceras, infarto do miocárdio, depressão, suicídio, alcoolismo, enxaqueca, problemas renais, asma, câncer e outras, além de ser reconhecidamente um dos principais causadores de envelhecimento precoce.

Você já ouviu falar em individualidade bioquímica?

Todos nós temos em comum a necessidade de proteínas, gorduras e carboidratos, bem como também precisamos das mesmas 50 substâncias essenciais para manter uma boa saúde orgânica. Mas, diferimos na forma de digerir, assimilar e metabolizar os alimentos e também nas estruturas químicas das nossas enzimas, ou seja, na eficiência do nosso sistema enzimático. Neste aspecto, cada um de nós possui uma necessidade nutricional diferente. Além disso, também apresentamos diferenças em nossas preferências alimentares, o que frequentemente reflete nossa genética e nossas diferenças bioquímicas.Por isso, é muito importante encontrarmos a melhor alimentação para o nosso perfil e estabelecer, individualmente, a necessidade de cada elemento nutricional essencial, adequando-a para propiciar a condição e a sensação de ter o melhor em termos físicos e mentais.

Lítio de baixa dose pode amenizar o forte desejo por álcool e ajudar a levantar o humor de alcoólatras e de seus parentes

Estudos sobre o uso do lítio como forma de reduzir o desejo em consumir álcool, bem como para alterar o humor, têm apontado resultados bastante favoráveis. Em 30 anos de prática médica, com orientação nutricional, muitos alcóolatras e seus familiares são orientados sobre a utilidade do lítio de baixa dose.Na medicina tradicional o lítio é prescrito geralmente no formato de cápsulas de 300mg de carbonato de lítio que contêm aproximadamente 55mg de lítio elementar. É certo então, que um médico prescreverá de uma a duas cápsulas, três vezes ao dia, totalizando cerca de 165mg a 330mg de lítio elementar por dia. Acontece que quantidades altas assim precisam ser monitoradas com exames de sangue uma vez que há uma distinta possibilidade da existência de efeitos tóxicos para o organismo.

Os stents podem provocar dependência de diluentes sanguíneos pelo resto da vida

Entre as minhas constantes pesquisas e estudos acabei encontrando dois textos que chamaram muito a minha atenção para o tema que vamos tratar neste artigo. Esses textos foram publicados um na página www.foxnews.com, e o outro em www.newsmaxhealth.com.De acordo com as matérias, os procedimentos realizados com stents são um contrato de alto risco e com repercussões que podem durar para sempre. Portanto, se algum médico tentar te convencer a colocar um stent em uma artéria para prevenir contra a formação de coágulos sanguíneos e enfartes, exija uma segunda (terceira, quarta, quinta) opinião.

Cirurgia para perda de peso vem causando revolta nos pacientes

E se eu começasse essa nossa conversa dizendo a você que é possível derreter toda a sua gordura como um sorvete no meio do deserto? E, mais. E se eu te dissesse ainda que eu posso cortar o seu risco para diabetes pela metade? E se eu pagasse por essa coisa toda? O que você diria?Certamente você diria que essa conversa toda é boa demais para ser verdade, correto? Mas, pode ter certeza que é verdade sim. Infelizmente, é essa ladainha que o sistema de cuidados com a saúde no Canadá, financiado com impostos, está utilizando para ludibriar os canadenses com sobrepeso com o objetivo de convencê-los a fazerem uma perigosa cirurgia bariátrica.

Doar sangue faz bem não só para quem recebe, mas para quem doa também!

Infelizmente ainda é muito pequeno o número de pessoas doadoras de sangue. O número de doares não chega nem a 10%. Os outros 90% não doam sangue por medo ou até mesmo por nunca terem parado para pensar na importância deste ato.Todos os dias, mais de 41 mil doações de sangue são necessárias para atender aos que mais precisam. E essa é uma soma que só é possível alcançar com a doação voluntária; com a boa vontade de homens e mulheres de bem atentos ao seu próximo. Mas, não é isso o que acontece.

Feliz 2015!

[embed width="615" height="346" ]https://www.youtube.com/watch?v=DVlzlpvbi0c[/embed]

Marijuana: o limite entre a vida e a morte

É preciso estar atento à utilização desta droga em sua forma natural e também em sua forma sintéticaA Marijuana foi uma medicação botânica amplamente utilizada no século  XIX e início do século XX. Ela foi regularizada no ano de 1930 como sendo uma droga de alto risco, deixando de ser aceitável para uso medicinal. Já em 1970, o órgão responsável pelas substâncias controladas, mudou sua classificação para substância controlada grau I, colocando a Marijuana no mesmo nível que a Heroína, LSD, Ecstasy, Methaqualone e Peyote.

Conselhos médicos que podem arruinar com a sua saúde

Ao longo destes 30 anos em que tenho me dedicado a cuidar de pacientes pelo mundo todo eu aprendi muita coisa. E dentre tudo o que vi, li e ouvi, aprendi que na medicina não existe nada que seja um fato médico inegável. A medicina simplesmente não funciona assim, somente na base das certezas irrefutáveis.Por causa da proliferação da mídia, todos nós estamos inundados, mais do que nunca, por “conselhos médicos”. E infelizmente, muitos desses estudos e relatórios tidos como geniais, são extremamente defeituosos. Eles estão completamente errados e, muitas vezes chegam a ser perigosos.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER