Estética

Cabelos Brancos: Há Como Evitar?

Cabelos brancos: é impossível evitá-los? Esse é o pensamento da maioria das pessoas. Porém, recentemente, um grupo de pesquisadores liderados por Kaustubh Adhikari, com doutorado na University College London, descobriu o primeiro gene ligado a cabelos brancos.

O estudo envolvendo cerca de 6 mil indivíduos latino americanos pesquisou genes relacionados com o couro cabeludo e pelos faciais. Esse mesmo gene anteriormente estava correlacionado com cabelo loiro em europeus e agora se correlaciona com cerca de 30% dos cabelos brancos dos participantes do estudo. Os outros 70% estão correlacionados com idade, ambiente e estresse.

Fases do crescimento do cabelo

O cabelo humano tem ciclos de crescimento: a fase anagena, uma fase de descanso chamado catagena, e uma fase (inativa, dormente) conhecida como telogena.

É na fase de anagena que o pigmento do cabelo é produzido conforme ele cresce. E essa fase depende de hormônios e pode durar de 2 a 8 anos.

Conforme o folículo recebe a ordem para finalizar a fase anagênica, a produção de mais cabelo cessa e começa o preparo para o telogena, que dura de 6 a 18 meses, até recomeçar a nova fase anagênica.

Com cerca de 10 ciclos destes, há uma falência da produção de pigmentos para o folículo peloso. Quando se chega aos 30 anos de idade, você tem 10% a 20% de chances de ter cabelos brancos, o que vai aumentando a cada década.

Melanina: responsável pela cor do cabelo

A cor do seu cabelo provém da quantidade de melanina que você tem, e quando você é jovem tem bastantes células pigmentadoras especiais chamadas melanócitos, que injetam pigmento nas células contendo queratina.

Essa proteína queratina é a responsável por dar cor ao cabelo.

Conforme você envelhece, a produção de melanina é reduzida. Com isso o seu cabelo fica esbranquiçado e finalmente branco, que é quando não tem mais melanina.

Relógio biológico melanogênico

De acordo com o professor Desmond Tobin, PhD em Biologia Celular da Universidade de Bradford, na Inglaterra, o seu cabelo tem um relógio biológico que é controlado pela melanina, que depende de genética, fatores ambientais e alimentares, correlacionados ao estresse.

O que mais causa cabelo cinzento?

Outros fatores que fazer o cabelo ficar cinza incluem:

  • Tabagismo: Existe uma associação significativa entre o consumo de tabaco eo envelhecimento dos cabelos. O tabagismo também está associado ao envelhecimento precoce dos cabelos, com o aparecimento de cabelos grisalhos antes dos 30 anos de idade
  • Estresse oxidativo: O estresse oxidativo pode ser definido como o estado em que seus radicais livres (da poluição, má alimentação, estresse, etc) superam em número suas defesas antioxidantes (de dieta saudável). Cabelos grisalhos podem ser um indicador de dano induzido pelo estresse oxidativo. A pesquisa também mostrou que as pessoas com cabelo grisalho prematuro tinham um maior nível de pró-oxidantes e níveis mais baixos de antioxidantes do que aqueles com cabelo normal.
  • Deficiência de vitamina B12: Isso também está ligado a cabelos grisalhos prematuros, e há pelo menos um relato de pigmentação voltando ao cabelo depois que a deficiência de vitamina foi resolvida.
  • Estresse: Suspeita-se que possa haver correlação entre o cabelo grisalho e estresse. Um estudo publicado na Nature Medicine, feito em camundongos, mostra que podem-se esgotar as células-tronco da base dos folículos pilosos, o que pode afetar a cor do cabelo.
  • Alterações hormonais: Alterações das funções tiroidianas ou problemas da glândula pituitária podem induzir cabelos grisalhos.
  • Doenças Autoimunes: Nesses casos, as próprias células estão lhe agredindo, comprometendo suas células ciliadas, promovendo o aparecimento de cabelos grisalhos.
  • Deficiência de vitamina D: Como os folículos capilares necessitam da vitamina D, pode haver perda de pigmentação. Não é a luz do sol no seu cabelo que é importante – o que importa é receber a luz solar em sua pele regularmente, já que é ela que absorve a vitamina D.
  • Peróxido de hidrogênio: É um produto do metabolismo, que tem função importante na defesa, porém, depois de realizar sua função, deve sofrer neutralização por uma enzima antioxidante endógena, a catalase. Conforme envelhecemos, perdemos a capacidade de produzir essa enzima. Com isso, segundo o que dizem alguns pesquisadores, poderia ocorrer o embranquecimento do cabelo.

Cura potencial para cabelos brancos?

Cientistas do Centro Médico Langone, da Universidade de Nova York, isolaram a proteína Wnt, que coordena a pigmentação entre melanócitos. Segundo eles, essa pode ser a chave para a cura dos cabelos grisalhos.

No estudo, os pesquisadores inibiram a proteína Wnt em camundongos pretos e eles ficaram cinzentos. Espera-se que adicionando-se esse elemento a produtos de cuidados capilares ou suplementos pode-se melhorar a pigmentação do cabelo.

Nutrientes importantes na prevenção dos cabelos grisalhos

  1. Fenilalanina e Tirosina: Indutores da produção de melanina. São dependentes de cobre, vitamina C e vitamina B6 para produzirem o seu efeito.
  2. Relação Cobre : Zinco: O cobre é essencial para a produção de melanina, e sua deficiência parece acelerar o branqueamento do cabelo. Os pesquisadores mediram as quantidades de cobre, zinco e ferro no sangue de 66 indivíduos com menos de 20 anos de idade que ficaram prematuramente grisalhos e descobriram que suas concentrações de cobre eram muito mais baixas do que as pessoas da mesma idade que não estavam ficando cinzentas.
  3. Paba: Ácido paramino benzoico, componente do complexo B. Segundo estudo, aonde se retirou esse componente da dieta de camundongos de pelagem escura, houve o embranquecimento da pelagem desses animais, depois de um período de 30 dias. Na sequência, se adicionou paba na alimentação destes camundongos, e num período de 30 dias a pelagem dos animais voltou a ficar escura.
  4. Catalase é uma potente enzima antioxidante que reside em células vegetais e animais que perdemos especialmente por estresse ou envelhecimento. Sua reposição protege o folículo piloso, mantendo ou regenerando a ação pigmentadora do fio de cabelo.
  5. PQQ: A pirroloquinolinaquinona (PQQ) é um componente da estimulação mitocondrial, que age inibindo o processo oxidativo intra mitocondrial e que segundo alguns estudos, pode retardar a despigmentação do fio de cabelo ou eventualmente até induzir a repigmentação do mesmo.

Portanto, não se trata de produtos cosméticos milagrosos. Estamos falando aqui de substâncias que realmente podem ajudar a prevenir os cabelos brancos. Aproveite!

Referências bibliográficas:

  • TIME March 1, 2016
  • Int J Trichology. 2015 Jul-Sep;7(3):91-4
  • Arch Dermatol. 1986 Aug;122(8):896-9
  • J Am Acad Dermatol. 2015 Feb;72(2):321-7
  • Biol Trace Elem Res. 2012 April;146(1):30-4
  • FASEB J. 2009 Jul;23(7):2065-75
  • Natural Living Ideas September 8, 2016
  • Health November 7, 2016
  • Biol Trace Elem Res. 2012 April;146(1):30-4
  • Journal of Aging Research 2011 Article ID 807108
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER