Alimentação

Banha de Porco: O Ingrediente Secreto da sua Avó Finalmente está de Volta

A campanha negativa em torno da banha de porco nunca foi verdade, por isso é hora de trazê-la de volta para a cozinha!

Nenhum alimento exemplifica melhor a imprensa ruim do que a gordura dos porcos, também conhecidas como banha. Isso é, na mente de muitos, a máxima definição de alimento ruim, maléfico, com aquela imagem negativa de artérias obstruídas e medidas de cintura aumentadas.

Banha de porco: a grande mudança

Em 1900, o americano consumia em média 9 kg de banha anualmente. Já em 1911, a Procter & Gamble começo um uma campanha maciça para persuadir os americanos de que o óleo de algodão barato, hidrogenado, era saudável. Isso era uma ilusão!

Considerando que os seres humanos não tinham na sua estória de evolução a tal gordura artificial, não surpreende que as pesquisas tenham mostrado desde então que esses óleos de sementes hidrogenados não ofereciam nenhum risco cardiovascular. Por outro lado, os humanos têm um longo histórico de alimentação com porcos e sua gordura, e sabemos que ela é maravilhosa para usar diariamente. E vou te mostrar quais são os benefícios agora.

1 – É estável do aquecimento

Gorduras são compostos de números e ligações de átomos de carbono. E embora pareça contra-intuitivo, no mundo da química, as duplas ligações entre átomos de carbono são quimicamente menos estáveis.

Já as gorduras saturadas e a banha têm uma porcentagem bastante elevada destas gorduras de ligações simples, o que significa que mantêm a sua integridade estrutural quando aquecidas. Entretanto, gorduras polinsaturadas, como soja, canola, girassol e óleo de cártamo, têm alta porcentagem de duplas ligações instáveis. Ao aquecê-los para frituras eles oxidam, um processo que os tornam altamente inflamatórios.

2 – Contém 2 nutrientes vitais

Banha de porco de animais criados a pasto é rica em vitaminas B12 e D. Cada uma é essencial para a saúde humana, e de acordo com o Environmental Working Group a deficiência destas duas vitaminas é comum. Como a vitamina D é lipossolúvel, a utilização da banha de porco, uma gordura natural, é a melhor forma de garantir sua assimilação.

3 – Ela torna os alimentos deliciosos

Como a banha tem o ponto de ebulição mais elevado do que as outras gorduras, ela pode ser aquecida, o que significa que as frituras absorvem menos gordura. Nos últimos 5 anos, pelas razões acima, a procura pela banha tem retornado.

Banha de qualidade é atualmente disponível em lugares específicos, e é melhor que você evite comprar a banha hidrogenada que frequentemente é encontrada nos supermercados. Com essa hidrogenação ela perde o seu efeito saudável. Procure sempre banha de porcos criados pastoreando, soltos, e não confinados com rações transgênicas, ricas em ômega 6, antibióticos, indutores de crescimento etc.

Quanto à forma de usá-la, faça-o como faria com qualquer outro óleo. Você vai adorar a banha e o sabor que ela vai dar aos alimentos!

Referências bibliográficas:

  • The Lancet September 28, 1968, Volume 292, No. 7570, p693-700
  • Archives of Internal Medicine July 1992;152(7):1371-2
  • American Journal of Clinical Nutrition March 2010;91(3):535-46
  • BMJ 2015;351:h3978
  • TIME April 12, 2016
  • Reuters May 23, 2016
  • British National Obesity Forum Report on Obesity
  • Livro Sinal Verde para a Carne Vermelha. Editora Gaia
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *