Alimentação

Bacon: Frito ou Assado?

Devido ao suposto risco cardiovascular (agora refutado) de comer carne em geral e os pedacinhos gordurosos como o bacon especificamente, as pessoas têm se inclinado, nesses últimos 60 anos, ao vegetarianismo.

Com essa mudança alimentar, os vários nutrientes valiosos no bacon têm se tornado deficientes nas pessoas, como por exemplo a colina, em abundância, que é essencial ao funcionamento do sistema nervoso.

Uma consequência da deficiência em colina? Ansiedade!

Comer o bacon pode simplesmente pode ser a solução para esse aumento do distúrbio de ansiedade nos dias de hoje.

Ou seja… O bacon te faz bem!

Por incrível que pareça, os supercentenários (as pessoas que vivem além dos 110 anos), na imensa maioria comiam bacon regularmente, segundo as estatísticas.

Acredito que elas passaram desavisadas, pois certamente nunca receberam a informação das “autoridades em saúde” condenando o bacon, e viveram mais do que todos os argumentos contra ele.

O grande problema em potencial é o bacon frito. Este método de preparo tem dois grandes inconvenientes:

  • As partes do bacon que mais encostam na frigideira tendem a queimar, criando compostos potencialmente cancerígenos chamadas de aminas heterocíclicas
  • A fritura faz uma grande bagunça de pingos de gordura no fogão

A solução? Bacon assado!

Veja como preparar:

  • Use uma assadeira de aço inoxidável revestido com celofane de cozimento.
  • Colocar em seguida o bacon cru cortado grosso, do animal criado a pasto, em fileira.
  • Cozinhe o bacon dentro de um forno pré-aquecido a 1800 C. por 20 minutos.
  • Depois de 20 minutos, use uma pinça para virar todos os pedaços. Asse-os por mais 15 minutos.

Finalizado, sem pedaços queimados ou crus, o assar garante que todo o bacon esteja uniformemente cozido e delicioso!

Deixe-os esfriarem por mais ou menos 10 minutos e coloque-os em um frasco hermeticamente selado.

Não precisa drenar a gordura do bacon, pois assim mantém mais sabor e benefício à saúde. Mas se preferir, você pode secar cada pedaço com toalha de papel antes de armazená-lo.

Agora você pode usar o bacon de múltiplas maneiras: cortado em pedacinhos com uma tesoura de cozinha, por cima de verduras cozidas no vapor ou de uma salada, cortado e acrescentado a ovos mexidos, ou até mesmo pedaços do frasco para um lanche rápido, que manterá a sua energia e saciedade sob controle, além de não ter carboidratos.

Referências bibliográficas:

  • Know Your Fats: The Complete Primer for Understanding the Nutriton of Fats, Oils and Cholesterol. Bethesda Press, 2000.
  • J. Nutr, 1950,75, 322.
  • J Sci Food Agric 1977 28, 1025-1029
  • IARC Sci Publ. 1978;(19):199-212
  • Ann Nutr Aliment.1980;34(5-6):807-26
  • IARC Sci Publ, 1991. (105): 232-34
  • Food Addit Contam. 1992 Sep-Oct;9(5):391-7
  • J Ag Food Chem, 1994, 42 (6), 1291–1294
  • Food Chem Toxicol. 1999. 37 (11): 1113-8.
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER