Dr. Rondó

Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Atleta de água

Se você persegue altas performances não subestime o valor da água.Já está provado que uma boa hidratação melhora o rendimento em até 15%.Não são poucos os atletas que se esforçam ao máximo, mesmo arriscando a saúde, para alcançar uma melhora de mísero 1% em sua performance. Se bebessem mais água pura, poderiam acrescentar de 7 a 15% ao rendimento, de forma segura e legal. Esses resultados se tornaram evidentes num estudo recente feito com atletas de resistência (maratonistas, ciclistas, triatletas) que foram hidratados com água pura durante 3 dias.

Perigo Oculto

Jovem e sarado também corre risco de doenças cardiovasculares,mesmo quando o colesterol é baixo. Veja como se proteger a partir de um simples exame de sangue.As doenças cardiovasculares são as que mais matam no mundo industrializado e estão fazendo vítimas cada vez mais jovens: a vida moderna tem seu preço. O impressionante é que cerca de 40% dos doentes não apresentam fator de risco aparente, sendo que os exames de ¼ das pessoas que sofrem ataque cardíaco apontam índices normais de colesterol.

Beleza Magra

Embarcar em dietas da moda para perder peso a qualquer custo é um risco que não vale a pena correr.Depois do sucesso que fez nos anos 80, a dieta do Dr. Atkins, como era conhecida, está de volta. Baseia-se no livre consumo de gorduras e proteínas e no controle dos carboidratos, e se atribuem a ela benefícios como emagrecimento maior e recuperação menor dos quilos perdidos durante a dieta, baixa dos níveis de triglicérides no sangue e aumento do HDL, o chamado colesterol bom. Mas ainda falta pesquisar como ela atua sobre os rins e o fígado. É nos riscos para esses dois órgãos e para o sistema cardiovascular e a bioquímica do corpo que mora o perigo. A dieta do Dr. Robert C. Atkins proporciona um rápido emagrecimento, é verdade, mas pode comprometer o organismo. Assim, deve ser vista com cautela.

Cuide-se comendo orgânicos

O que chamamos de seguro saúde e plano de saúde nos faz acreditar que, pagando certa quantia mensal, estamos garantidos. Na verdade, eles deveriam se chamar seguro doença ou seguro acidente. Nada têm a ver com saúde. Não são preventivos. Apenas tentam restaurar pedaços quando, por alguma razão, sua integridade orgânica desmorona. O segredo da boa saúde é se alimentar bem. Nesse sentido, os orgânicos são imbatíveis.Problema à mesa

Sem gordura não dá!

Os benefícios da gordura na alimentação do atleta são muitos e poderosos. Sua falta pode comprometer todo um árduo trabalho feito para melhorar a performance.Pouco caso com a saúde? Falta de informação? Não sei, mas muitos atletas continuam se alimentando mal. Entre os pecados cometidos, evitar gorduras é dos mais comuns e imperdoáveis, pois elas atuam em importantes processos orgânicos. Mesmo as chamadas “gorduras ruins” são necessárias, desde que estejam em equilíbrio com outras gorduras e substâncias. As gorduras “do bem” favorecem a oxigenação dos tecidos, produzem energia, regulam as funções celulares e contribuem para uma rápida e melhor recuperação de lesões de tecidos e articulações. Esses benefícios são muito importantes para atletas. Quando as taxas de gordura não estão adequadas, pode ter certeza: a performance nos esportes estará comprometida.

Cirurgia gástrica apresenta tantos riscos quanto remédios emagrecedores

Redução de estômago pode trazer mais complicações que outros tipos de cirurgiasO reinado dos remédios para emagrecimento certamente está com os dias contados, pois a ANVISA, apesar da resistência médica das últimas semanas, deve adotar a mesma medida que vigora nos Estados Unidos e Europa, onde os medicamentos para emagrecer que atuam no sistema nervoso central, como a sibutramina e os derivados de anfetamina (Femproporex, Dietilpropiona e Manzidol) estão proibidos. Mesmo que a proibição dos remédios para emagrecer ainda não esteja concretizada, o próximo falso amigo do emagrecimento saudável já pode ser nomeado: a cirurgia gástrica. Nos Estados Unidos, já houve uma ampliação do acesso à cirurgia para emagrecer, aonde o FDA aprovou a redução do peso mínimo para candidatos à banda gástrica.

Mudanças no café da manhã ajudam a combater a obesidade infantil

Cereais cheios de açúcar e ausência de frutas prejudicam a saúde da criança.Na hora de combater a obesidade infantil, o primeiro passo é não culpas as crianças por seu excesso de peso. Os pais, que deveriam ser os guardiões da saúde dos filhos, muitas vezes esquecem que os seus maus hábitos alimentares trazem consequências para suas crianças. Nesse artigo, pretendo mostrar como os pais devem proteger os filhos de produtos que podem acabar com a saúde dos pequenos, começando pela primeira refeição do dia.

Consumo de sucos de fruta pode causar obesidade e hipertensão

Bebidas de maçã e de pêra são as que mais fazem mal à saúdeEncontrar pessoas que pensam em ganhar saúde, trocando o velho e manjado açúcar pela moderna frutose é muito comum. Mas, mesmo que isso pareça estranho, trocar o açúcar por frutose pode ser um erro. Há muitos anos tenho orientado meus pacientes a reduzir o consumo de frutas, especialmente em sucos naturais, que necessitam de uma grande quantidade de frutas para encher um copo.

Conheça as melhores formas de passar o tempo com seu filho

Crianças aproveitam mais quando os pais participam das brincadeiras.Hoje em dia, muitos pais que não tem muito tempo para passar com os filhos acham que definir uma rotina de atividades para os filhos é uma demonstração de afeto e carinho.

Amamentação não tem substitutos nos primeiros meses

Algumas fórmulas, como a de soja, não fazem bem ao bebê como o leite maternoEu recomendo a cada mãe que faça o possível para amamentar os seus bebês no mínimo pelos primeiros seis meses, e se possível durante ainda mais tempo. É inquestionável que a amamentação é a opção mais saudável para você e para o seu bebê. Estudos recentes feitos pela Universidade de Pittsburg mostram que a amamentação, além de proteger a saúde dos pequenos, diminui as chances das mamães sofrerem derrames, infartos e uma série de outros problemas cardíacos. Os benefícios não param por aí. Outra pesquisa feita Universidade da Georgia, nos Estados Unidos, mostrou que além de tudo a amamentação ajuda a mulher a controlar o peso e fugir da obesidade!

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER