Dr. Rondó

Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Criança e tevê, uma relação perigosa

Sem entrar no mérito do conteúdo da programação, ficar horas em frente à tevê faz mal. Criança precisa de atividades vigorosas ao ar livre para crescer saudável, sem o fantasma da obesidade e suas conseqüências. Preocupam, também, os campos eletromagnéticos que a tevê emite, com o mesmo potencial cancerígeno dos cigarros.Eles atuam mesmo quando o aparelho está em stand by e, entre outras coisas, interferem no crescimento normal das células e inibem a produção de melatonina, que regula o ciclo biológico do organismo.

Bem-estar, menos peso com mais saúde e energia

O apelo de perder peso rapidamente pode ser uma armadilha perigosa quando o equilíbrio do organismo é ameaçado por mudanças radicais do metabolismo e de sua química natural.Polêmica, a dieta pró-gordura, que conquistou adeptos famosos no Brasil dos anos 80, saiu do baú e voltou à mídia. O motivo foi a divulgação de recentes estudos das universidades de Washington e do Colorado, EUA, atribuindo-lhe benefícios como maior emagrecimento, menor recuperação dos quilos perdidos, melhores taxas do chamado colesterol bom e diminuição dos níveis de triglicérides. Falta ainda pesquisar seus efeitos sobre os rins e o fígado.

Gordura trans, a inimiga oculta

Presente em bolachas, salgadinhos, cremes e outras delícias, é a gordura mais prejudicial para o sistema vascular, mas só agora começa a despertar a atenção dos órgãos de saúde.Embora seus efeitos nocivos já fossem apregoados pela medicina preventiva ortomolecular há algum tempo, só agora a chamada gordura trans entrou na mira de órgãos oficiais de saúde, como o americano FDA (Foods and Drugs Administration), que vai exigir a especificação de sua presença nos rótulos de alimentos processados.

Antioxidantes x Simpósio Internacional de Medicina Ortomolecular

Homeopatas, fitoterapeutas, especialistas em ramos milenares da Medicina – como a tradicional chinesa e a ayurvédica –, além de adeptos de primeira hora das teorias ortomoleculares e pesquisadores de grandes universidades brasileiras e internacionais, reuniram-se por dois dias no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo.O motivo foi a realização do X Simpósio Internacional de Medicina Ortomolecular, nos dias 17 e 18 de outubro. Seus temas principais foram o estresse oxidativo e o uso de antioxidantes pelas chamadas medicinas complementares. O primeiro mérito do evento foi reafirmar que as teorias da medicina ortomolecular, sobre a importância dos antioxidantes e o risco dos radicais livres para o organismo, mantêm-se atuais.

Estresse, pior no final do ano

Preocupações com férias, viagens, festas, presentes e compromissos profissionais somam-se nessa época e deixam qualquer pessoa à beira de um ataque de nervos.Com as comemorações de final de ano e os preparativos para as férias, os meses de dezembro e janeiro são um teste de resistência física e emocional. Em parte, o desgaste tem a ver com o excesso de preocupações – festas, presentes, viagens, urgência em zerar compromissos profissionais. Enfim, uma maratona. Simbolicamente, é também um momento de balanço, quando se avalia tudo o que foi realizado e se traçam as metas para o ano seguinte.

Sucos, energia que refresca

Feitos à base de frutas frescas, eles alimentam e são poderosos aliados na eliminação de toxinas. Conheça a forma certa de preparar os seus sucos prediletos e aprenda a extrair os melhores efeitos dessas delícias.Um suco de frutas geladinho tem um inegável poder revigorante. Não é para menos. Consumidos imediatamente após o preparo, eles conservam 95% do valor nutricional da fruta e com a vantagem de que esses nutrientes são rapidamente absorvidos pela corrente sangüínea. Em parte, isso acontece porque sua digestão é “simplificada”, já que o organismo não precisa dispender energia para extrair o líquido das fibras, como ocorre quando se come a fruta em pedaços. Daí também sua importância nas dietas de desintoxicação: bem-abastecido de nutrientes, o corpo disponibiliza sua energia para a limpeza e a reparação dos tecidos.

Tireóide, a chave da energia

Milhões de pessoas sofrem de insuficiência tireoidiana e não sabem. O resultado é uma epidemia mundial de desânimo e baixa vitalidade.Cansaço, irritabilidade e confusão mental são sintomas freqüentemente atribuídos ao estresse por um grande número de pessoas. Mesmo sentindo-se sugadas e sem energia, elas vêem os seus check-ups darem resultados normais e, assim, tocam a vida durante anos. Muitas vezes, carregam a pecha de pouco determinadas, depressivas e sem vitalidade. Até que, finalmente, o problema atinge tal gravidade que até os exames menos precisos logo o diagnosticam: hipotireoidismo. No mundo inteiro, a incidência dessa doença vem aumentando, mas os exames para diagnosticá-la continuam falhos. Por isso, mesmo com resultados aparentemente normais à mão, o médico deve investigar outros indicadores do problema e levar a sério as queixas do paciente.

Depressão, a vida por um fio

Como encarar essa doença que está se tornando uma epidemia no mundo moderno e fazer as pessoas recuperarem o prazer de viver.Uma doença séria afeta 20% da população adulta e leva 15% ao suicídio: a depressão, mais prejudicial à saúde do que todos os efeitos negativos causados por estresse, poluição e alimentos empobrecidos e repletos de toxinas. Ela atinge duas vezes mais mulheres do que homens e a incidência aumenta quando há casos na família.

Estresse, plugado 24 horas

As glândulas adrenais estão entre as maiores vítimas do estresse em que vivemos. Conheça melhor o estresse adrenal e saiba como tratá-lo.Se alguém resolvesse editar um dicionário com os termos mais usados na atualidade, com certeza, a palavra estresse seria um dos principais verbetes. Antes, privilégio duvidoso de moradores dos grandes centros urbanos, o estresse hoje democratiza seus efeitos nocivos afetando crianças e adultos, homens e mulheres, ricos e pobres.

Sol, um banho de saúde

Com moderação e em horário adequado, a exposição ao sol promove a produção de vitamina D, fortalece ossos e células e ajuda na prevenção de inúmeras doenças.Nas últimas décadas, o sol virou o vilão maior do envelhecimento precoce e de alguns tipos de câncer. Como resultado, nunca se usou tanto protetor solar. Hoje, ninguém se arrisca a sair de casa sem ele – nem mesmo bebês e crianças um pouco maiores são expostos ao sol sem proteção. Boas intenções à parte, esse excesso de zelo também está produzindo resultados indesejáveis. E, aos poucos, surgem as primeiras tentativas de reabilitar o sol à sua antiga condição de fonte de saúde.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER