Dr. Rondó

Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Bronzeado lindo, natural e por muito mais tempo

O uso de algumas vitaminas e fitoterápicos tem o poder de estimular um bronzeamento mais rápido, uniforme e duradouro, ao mesmo tempo que protege a pele dos efeitos oxidativos do sol, evitando o envelhecimento precoce e o aparecimento de manchas. A combinação ideal de substâncias varia de uma pessoa para outra, em função de fatores como tipo de pele, idade e hábitos. Por isso, antes de adotar algum suplemento por conta própria, é sempre indispensável consultar o médico para obter bons resultados.Aplique o filtro solar só depois de 15 a 20 minutos ao sol: essa exposição direta é importante para garantir a produção natural de vitamina D.

Ovo: de vilão a protetor da saúde

Não é verdade que ovos elevam riscos cardíacos porque aumentam o colesterol. Ocorre, sim, um acréscimo tanto do mau colesterol, o LDL, quanto do bom, o HDL, mas a relação entre eles se mantém intacta e é o que importa.Ovos são ricos em carotenóides amarelos e laranjas, que reduzem em mais de 20% a incidência de catarata e em mais de 40% a degeneração macular do envelhecimento. Contêm vitaminas a, e e do complexo b e são uma das principais fontes de colina, essencial para a integridade de todas as células e para o desenvolvimento cerebral, especialmente na gravidez e amamentação, quando caem as reservas maternas.

Um óleo muito rico

Embora rejeitado por algumas correntes, pelo alto teor de gordura saturada, o óleo de coco é uma opção saudável para o preparo de alimentos.O rico em gorduras saturadas, o óleo de coco foi banido das chamadas dietas saudáveis porque, em tese, favoreceria o bloqueio de artérias e o risco de doenças coronarianas. A evolução das pesquisas, porém, vem mostrando que uma alimentação pobre em gorduras não é a resposta para prevenir problemas cardiovasculares. E, embora a mídia insista em dar voz a uma mania antigordura, muitos cientistas já começam a cobrar a definição de novas diretrizes alimentares. Nesse novo cenário, o óleo de coco tem tudo para sair da posição de vilão diretamente para o papel de herói. Motivos não faltam. Suas altas concentrações de ácido láurico, por exemplo, têm efeito antiviral, antibacteriano e antifúngico. Ele também é rico em vitamina e e possui um poderoso efeito antioxidante. Além disso, conserva-se por longos períodos, sem necessidade de refrigeração ou de outros cuidados especiais. Mas… e a gordura saturada? De fato, o óleo de coco é pródigo nessa substância, mas quase 2/3 de sua gordura saturada é composto por ácidos graxos de cadeia média – os mesmos do leite materno. Significa que ela é de fácil digestão pelo organismo, gera energia rapidamente e tem efeito benéfico sobre o sistema imunológico. Portanto, longe de prejudicar o organismo, a gordura saturada do óleo de coco é uma promotora da saúde. Além de motivos mercadológicos, o conceito negativo que se criou em torno do óleo de coco tem a ver com pesquisas realizadas com gordura de coco hidrogenada – esta, sim, tremendamente nociva. Como todo óleo que passa por processo de hidrogenação (o mesmo usado para a produção das margarinas), também o de coco torna-se rico em gorduras trans, que causam oxidação e prejudicam o equilíbrio entre o bom e o mau colesterol. Para usufruir dos seus benefícios, portanto, é preciso saber escolher. Na hora de comprar, certifique-se de que está adquirindo um óleo de origem orgânica e extraído a frio – do tipo “virgem”. Dispense produtos refinados e que tenham passado por processo de desodorização. No mercado nacional, pode ser difícil encontrar um produto com as melhores características, mas vale a pena procurar em lojas de produtos naturais e grandes supermercados.

Afaste o fantasma da insônia

Dormir poucas horas, ter um sono entrecortado ou só adormecer a poder de remédios são um alerta de que o seu equilíbrio hormonal pode estar comprometido. Olheiras, cansaço e mau humor são a ponta do iceberg de um problema que afeta profundamente o organismo: a insônia.No Brasil, um estudo recente dos Laboratórios Roche, aponta que cerca de 47% da população dormem mal, principalmente as mulheres. A insônia acontece em diferentes graus e pode se caracterizar tanto pela dificuldade em conciliar o sono quanto pelo despertar precoce. Também pode ser crônica ou motivada por problemas circunstanciais.

Sol previne câncer de próstata

Homens com alto nível de vitamina D, comparados aos de baixos índices, têm 50% menos chances de desenvolver formas agressivas de câncer de próstata.O estudo, publicado pelo Journal of Clinical Oncology, sugere a importância do banho de sol para a prevenção do câncer de próstata, já que a vitamina D é normalmente obtida por exposição do corpo aos raios solares.

Rir para viver mais e melhor

O bom humor e a disposição de olhar o mundo com otimismo são armas poderosas: fortalecem o sistema imunológico e a saúde como um todo. Otimistas adoecem menos, recuperam-se mais rapidamente de doenças e cirurgias, sofrem menos derrames, sentem menos dor, usufruem de mais energia a maior parte do tempo e, no trabalho, têm menos problemas vinculados ao estado emocional.Por 10 anos, pesquisadores dinamarqueses acompanharam mil cidadãos, entre 65 e 85 anos, e constataram uma redução de 55% em mortes e 23% de problemas cardíacos que levaram à morte entre os muito otimistas, quando comparados aos pessimistas. Outra pesquisa avaliou 1.306 homens, também pelo período de 10 anos, e apontou que os otimistas tiveram menos de 50% dos eventos vividos pelos pessimistas, entre mortes, doenças coronarianas, infartos não fatais do miocárdio e ataques de angina. Os benefícios do otimismo são evidentes e democráticos, não fazem distinção de sexo, cor ou idade. Mantenha o seu em alta.

Mais resistência às alergias!

Pesquisas recentes indicam que a convivência com animais de estimação, nos dois primeiros anos de vida, ajuda a desenvolver resistência a alergias, mesmo em crianças predispostas, filhas de pais alérgicos. Embora não se saiba exatamente por quê, presume-se que o contato precoce com agentes alergênicos, como pêlos de animais, fortaleça o sistema imunológico.Por outro lado, algumas reações alérgicas, como a asma, podem ter fundo emocional. Nos dias de hoje, quando o tempo que os pais passam com os filhos é cada vez menor, um bichinho de estimação tem importante papel na vida da criança: contribui para equilibrar aspectos emocionais e afetivos, protege contra depressões e ensina a conviver melhor com o estresse.

Prepare sua pele para o inverno

Cuidar-se, externa e internamente, é o melhor recurso contra ressecamento e descamação. Hidrate-se: beba muito líquido e use cremes específicos para as diferentes partes do corpo. Cotovelos e pernas pedem hidratantes mais potentes e de ação prolongada. Aplique o produto logo após o banho, para melhor absorção.Outro recurso é aumentar o consumo de ômega 3 e diminuir o de ômega 6, ácidos graxos essenciais que costumam estar em desequilíbrio no organismo.

Candidíase sob controle

O problema não é localizado. Resulta de desequilíbrios que ocorrem no intestino, comprometendo o sistema imunológico, e afeta 50% das mulheres acima de 20 anos. Sob estresse, o meio bioquímico fica muito ácido e favorece a proliferação da cândida, um fungo que vive no intestino.A mucosa torna-se porosa e permite a migração do fungo para outros órgãos. As pessoas mais predispostas são diabéticas mal controladas, imunodeprimidas, as que usam antibióticos, que estão sob intenso estresse ou consomem açúcar e carboidrato refinado em excesso.

A leptina e a perda de peso

Esse hormônio, que é produzido pela gordura, tem a função de dizer ao cérebro como andam as reservas de energia. Se estão baixas, sente-se fome. Altas, levam à sensação de saciedade.Nas pessoas cujo organismo oferece resistência à ação da leptina, e que podem ser identificadas por um simples exame de sangue, a mensagem de saciedade não chega corretamente ao cérebro.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER