Saúde

Analgésicos podem causar dor de cabeça

Há muitas formas de sair do círculo vicioso dor-analgésico-dor. Melhorar a qualidade de vida é a que traz melhores resultados.

Dores de cabeça, costumam ser tratadas com analgésicos, vendidos livremente em qualquer drogaria. Afinal, quem quer perder tempo procurando causas quando é tão mais fácil engolir uma pílula e ver-se livre da dor? Mas há um lado negativo nisso, quando em vez de ouvir o que o corpo diz nos habituamos a esses remédios e suas magias. Veja só que ironia: excesso de medicação pode causar dor de cabeça.

A ESCALADA DAS MEDICAÇÕES

Entre 1990 e 2005, revisões periódicas realizadas em 1.200 indivíduos que sofriam de cefaléia aguda apontaram interessantes resultados aos pesquisadores da Universidade de Princenton, USA. Nesses 15 anos, as cefaléias não se modificaram, apesar da diversidade de novos medicamentos. Em alguns casos, o consumo de remédios diminuiu mas, de modo geral, tornou-se ainda mais excessivo.

-O uso exagerado de ergotamina caiu de 19% para 0%.

-O de uma nova classe de medicação – triptans – aumentou de 0% para 22%.

-O emprego de analgésicos cresceu de 8% para 32%.

-As combinações de remédios como tratamento saltaram de 10 para 23%.

-O abuso de opióide diminuiu levemente.

Os dados reforçam a evidência de que o excesso de medicação leva à cefaléia. Por isso, a recomendação dos pesquisadores é que médicos e pacientes se conscientizem do risco e procurem outros recursos.

O VALOR DOS BONS HÁBITOS

Tratamentos preventivos podem incluir medicamentos, mas por curto prazo. O objetivo é afastar o paciente do sofrimento durante algumas semanas. Por si só, os resultados são alentadores. Ao mesmo tempo, aconselha-se desintoxicar o organismo, eliminar alergênicos, adotar uma dieta adequada ao tipo metabólico. Não pular refeições, fazer exercícios diários, relaxamento, yoga ou meditação. Procurar ter um bom sono e estabelecer uma hora certa para dormir e acordar. Evitar situações de estresse desnecessárias, amar mais e melhor.

Para dores ocasionais, analgésicos são excelentes. Se as dores persistirem, por favor, respeite sua saúde: não se auto-medique. Às vezes, mesmo uma simples dor de cabeça pode ser sintoma de algo mais sério. Procure seu médico.

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER