Infantil

Amamentação não tem substitutos nos primeiros meses

Algumas fórmulas, como a de soja, não fazem bem ao bebê como o leite materno

Eu recomendo a cada mãe que faça o possível para amamentar os seus bebês no mínimo pelos primeiros seis meses, e se possível durante ainda mais tempo. É inquestionável que a amamentação é a opção mais saudável para você e para o seu bebê. Estudos recentes feitos pela Universidade de Pittsburg mostram que a amamentação, além de proteger a saúde dos pequenos, diminui as chances das mamães sofrerem derrames, infartos e uma série de outros problemas cardíacos. Os benefícios não param por aí. Outra pesquisa feita Universidade da Georgia, nos Estados Unidos, mostrou que além de tudo a amamentação ajuda a mulher a controlar o peso e fugir da obesidade!

Infelizmente muitas mulheres preferem não amamentar suas crianças, privando os seus filhos de mais de 400 nutrientes encontrados exclusivamente no leite materno

Mas nem todas as pesquisas mostram informações positivas sobre a amamentação. Segundo o Ministério da Saúde, apenas 45% dos bebês brasileiros recebem alimentação exclusivamente de leite materno nos primeiros meses de vida. Esse dado é preocupante, já que o leite materno é fundamental para a saúde nos primeiros meses de vida.

Infelizmente, por diversas razões, muitas mulheres preferem não amamentar suas crianças, privando os seus filhos de mais de 400 nutrientes encontrados exclusivamente no leite materno. Mas, se as mães não estão amamentando, o que está sendo ingerido pelas crianças?

Muitas optam por fórmulas convencionais, que tem seus próprios riscos como falta de nutrientes importantes para a saúde do bebê combinado com o excesso de frutose. Além disso, muitas dessas fórmulas possuem contaminantes tóxicos.

Porém, muitas crianças são alérgicas a fórmulas convencionais, e nesses casos, os pais optam facilmente pela fórmula com soja, que seria a solução, já que esse grão se tornou famoso por trazer benefícios à saúde.

Infelizmente, as fórmulas com soja são piores do que as convencionais, especialmente pelo excesso de fitoestrogenio presente nelas. O estrógeno na soja pode causar danos irreversíveis no desenvolvimento sexual e reprodutivo do seu filho. Fórmulas infantis de soja têm o nível de estrógeno equivalente a cinco pílulas anticoncepcional cada dia!

Essa quantidade enorme de estrógeno causa danos independentemente do sexo do bebê. Para se ter uma ideia melhor da quantidade de estrógeno encontrado em fórmulas feitas a partir de soja basta compará-las com fórmulas tradicionais. Ela tem mais de 20 mil vezes a quantidade de estrógeno na circulação, se comparada com as fórmulas convencionais.

 Além disso, as fórmulas com soja apresentam mais de 80 vezes a dosagem de manganês que é encontrada no leite materno, que pode causar dano cerebral em crianças e alteração de comportamento em adolescentes.

Portanto pense melhor em amamentar o seu baby o máximo de tempo que puder. Lembre-se que a sua decisão influenciará diretamente o desenvolvimento do seu filho durante toda a sua vida. Não vale a pena correr esse risco, você pode ter certeza.

 

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER