Alimentação

Água de torneira: uma substância altamente tóxica

Agora até o governo pede atenção para o consumo pelas crianças.

Um recente estudo demonstrou que a camada protetora que é formada pelo uso do flúor nos dentes é muito mais fina do que se imaginava, girando em torno de 100 vezes. Isso levanta questões sobre como esse renomado protetor contra cáries realmente funciona.

Há muito tempo acredita-se que o uso da fluoretação transforma o principal mineral do enema dentário, a hidroxiapatita, em um material mais resistente às cáries chamado fluoroapatita. Porém, as novas pesquisas observam que a camada de fluoroapatita formada desse modo possui somente 6 nanômetros de espessura, o que significa que são necessárias 10 mil camadas como essa para ter a mensuração de um fio de cabelo de camada de proteção.

“Os cientistas questionam o fato desta camada ser tão pequena a ponto de sair com a mastigação e também como essa camada seria capaz de proteger nossos dentes contra as cáries”.

Outro estudo também recente mostra que a exposição do fluoreto pode reduzir a inteligência das crianças. Aqui cabe um cuidado muito especial com relação à escolha das pastas de dente uma vez que elas são reservatório desta substância.

De acordo com o estudo, cerca de 28% das crianças de áreas com pouco uso de flúor possuem escore como brilhantes e um alto nível de inteligência. Já nas crianças em áreas com grande concentração de flúor esse número cai para 8%. O estudo revela ainda que 15% as crianças exposta ao flúor possuem escores indicando retardação mental e somente 6% nas crianças das cidades com pouco flúor apresentam esse indicativo.

O flúor é um potente agente neurotóxico que tem sido promovido como a cura, para cáries pelos últimos 50 anos. Mas, as pesquisas realizadas nesse sentido estão traduzindo outra realidade.

Os dois estudos recentes aqui apontados mostram que a fluoretação da água tem impacto significante no QI das crianças, e que a aplicação tópica de flúor é altamente questionável.

Portanto, a fluoretação no dente não tem sentido prático e a ingestão de flúor pela água não apresenta nenhum benefício para os dentes, porém causa diversos problemas de saúde quando ingerida.

É preciso entender que o flúor age como uma droga. Principalmente quando se avalia a fluoretação da água. Essa é o maior assalto contra os seus direitos de liberdade de escolha – ser drogado ou não.

Uma informação que você talvez desconheça é a de que o fluoreto de sódio, que é de longe uma toxina simples em comparação com os compostos fluorados usando por muitas fluoretações de água, é também usado como veneno para ratos e baratas. Fique atento!

São vários os efeitos colaterais causados pelo flúor em nossa saúde. E muitos deles nós nem sabemos que estão relacionados a isso. Vejamos:

– fluorose dentária;

– aumento da absorção de chumbo;

– lesão cerebral, diminuição de QI;

– diminuição da função da tireoide;

– dano genético e morte celular;

– alteração da síntese de colágeno;

– artrites;

– osteosarcoma;

– aumento da incidência de câncer;

– hiperatividade e/ou letargia;

– demência;

– alteração do sistema imune;

– distúrbios musculares;

– fratura óssea;

– inibição da formação de anticorpos;

– lesão dos espermatozoides e aumento da infertilidade.

Convencido agora do poder negativo do acúmulo de flúor em seu organismo? Então, tome cuidado! Nunca use água fluoretada de torneira para fazer fórmulas infantis.

Aconselho usar filtro de reversa osmose, que é o único meio de livrar a água do flúor. Caso não disponha deste sistema, use água de garrafa.

Em novembro de 2006, a American Dental Association (ADA) enviou um comunicado aos seus membros para que eles passassem a recomendar aos pais para não usarem água de torneira para fazer fórmulas infantis. E para a nossa surpresa, isso não foi levado a público.

 

Qual é a real causa das cáries?

Cáries são causadas na sua boca pela acidez originada basicamente pelo consumo de açúcar, que é metabolizado por bactérias (Streptococcus mutans) e como você deve saber, o número um em fonte calórica no mundo moderno é o xarope de milho.

O ácido formado então ataca o enema dentário. Eventualmente a bactéria pode chegar à dentina, aonde a cárie se instala.

Nas sociedades primitivas não se encontrava casos de cáries, pois aquelas pessoas não consumiam tanto açúcar quanto hoje. Então, a resposta está na sua alimentação. Evite o excesso de consumo de açúcar e com isso a sua saúde dentária irá melhorar assim como o resto do seu corpo.

E não se esqueça de prestar bastante atenção na água que está consumindo. Uma boa dose dos problemas de saúde pode estar ligada a essa fonte!

Cuide de sua saúde e seja feliz… Sorria mais!

 

 

Referências bibliográficas

– Benefits and Risks of Fluoride Supplementation: Caries Prevention Versus Dental Fluorosis”, D’Hoore, W. and Van Nieuwenhuysen, J.P., European Journal of Pediatrics, 1992;151:613-616

– Questions Remain About Fluoridated Water”, Field, Roger, Medical Tribune, September 9, 1993;3

– The Health Hazards of Fluoridation: A Re-Examination”, Diesendorf, Mark, Ph.D., International Clinical Nutrition Review, April 1990;10(2):304-321

– Fluoridation: New Evidence of Harm to Young Teeth and Old Bones”, Colquhoun, John, International Clinical Nutrition Review, January 1992;12(1):1-8

– Muddying the Waters: Fluoride in Drinking Water,” Downey M, Lancet, May 6, 2000;355(9215):1644-1650

– Xiang Q, Liang Y, Chen L, Wang C, Chen B, Chen X, Zhou M. 2003a. Effect of fluoride in drinking water on children’s intelligence. Fluoride 36(2):84-94

– Zhang M, Wang A, He W, et al. 2007. Effects of fluoride on the expression of NCAM, oxidative stress, and apoptosis in primary cultured hippocampal neurons. Toxicology236(3):208–16

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

2 Comments

  1. Essa matéria foi excelente a respeito do flúor pois não sabia dessas reações que o flúor causa

  2. Excelente a matéria do fluor. Eu não sendo pesquisador nem da área médica, já havia pensado que muitas doenças aumentaram depois de certas modernidades entre elas uso do fluor.Uso pasta feita em farmácia homeopática sem fluor .
    Agora minha dúvida é com a água: não bebo direto da torneira e meu filtro é Everest Soft. será que retira o fluor? se não, como proceder para conseguir ter uma água pura e sem fluor?
    Obrigado pela atenção e por nos proporcionar sempre informações importantes da saúde.
    Um abraço,
    Aloysio

Deixe uma resposta para aurea correa da silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER