Saúde

A acidez estomacal não é sua inimiga!

Atualmente, se prega que o tratamento ideal para queimação crônica é aquele à base de inibidores de bomba de próton, que bloqueiam a produção de acidez estomacal. Porém, segundo estudos, na verdade o seu uso está correlacionado com:

  • Diarreia e pneumonia;
  • Deficiência de vitaminas B e cálcio;
  • Interferência com medicações anticoagulantes;
  • Aumento do risco de fraturas de costela;
  • Aumento do risco de ataque cardíaco.

E, apesar de no primeiro momento essas medicações aliviarem a sua queimação, elas não resolvem o problema.Na verdade, o problema principal é que muitos ainda têm a falsa impressão de que a acidez estomacal seja a causa da queimação.

Porém as últimas pesquisas não suportam essa afirmação.Conforme envelhecemos, nosso corpo produz menos acidez estomacal. Estudo recente mostra que 69% dos adultos próximos dos 80 anos, na verdade, sofrem de acloridria, uma condição caracterizada por baixa acidez estomacal.

Se a acidez fosse o problema, as crianças deveriam sofrer mais por isso do que os adultos, o que não ocorre. Então, o que acontece?

Porque a acidez estomacal é importante

Nós precisamos de acidez estomacal porque ela ajuda a digerir alimentos e absorver nutrientes. Sua acidez estomacal é parte fundamental do seu sistema imunológico. Ela ajuda a protegê-lo contra a lesiva bactéria H. Pylori, que se desenvolve em baixa acidez estomacal, sendo a principal causa de Úlceras gástrica e duodenal, e mesmo de câncer gástrico.

Uma visão mais ampla da causa de queimação é o seu esfíncter inferior do esôfago (EIE), um músculo pequeno que abre e fecha para passar o alimento do esôfago para o estômago.

Normalmente, quando o alimento passa, o seu EIE fecha e bloqueia a acidez gástrica de voltar para o esôfago.O problema começa quando o seu EIE não fecha. Isso ocorre mais frequentemente com o envelhecimento, mesmo uma pequena abertura permite que acidez gástrica, bile e alimento voltem para o seu esôfago.
Enquanto o antiácido pode aliviar os seus sintomas, eles não agem no problema subjacente.Primeiro, há diversas formas de se evitar essa queimação.Posso lhe recomendar:

  • Coma pequenas refeições de acordo com o princípio de combinação de alimentos(para saber mais, veja o livro Emagreça e Apareça).Isso facilita a digestão e deixa menos alimento no estômago, que pode causar o refluxo.
  • Evite roupas apertadas, pois estas causam uma pressão no estômago, aumentando a chance do alimento voltar para o esôfago.
  • O processo de se alimentar é importante para a digestão. Procure mastigar bem os alimentos, pois isso ajuda não só na absorção melhor dos nutrientes, mas evita pressão no estômago no processo digestivo.
  • Evite fumo. O tabagismo promove irritação das membranas da garganta e esôfago. A nicotina enfraquece a válvula esofágica, permitindo que a acidez gástrica volte.
  • Evitar certos alimentos, como os picantes, cítricos, gordurosos, álcool, refrigerantes e cafeína, pois estes são propensos a permitir que a acidez gástrica atinja o esôfago.

Porém, muitas vezes a queimação é inevitável. Para evitar os efeitos indesejáveis dos inibidores da bomba de próton, recomendo:

Gengibre: apresenta efeito anti-inflamatório, além de acelerar a digestão, prevenindo que haja refluxo. Ajuda também a regular a bile e suco gástrico no seu sistema digestivo. Na forma de chá pode fazer maravilhas. Além disso, também fortalece o EIE, evitando que a acidez gástrica volte! Pode ser usado como suplemento.

Fica aqui a receita:

  • Remova a pele de um pedaço de gengibre e corte-o em pequenos pedaços ou fatias.
  • Complete o recipiente com 2 copos de água e ferva.
  • Adicione o gengibre e cubra. Deixe ferver por 10 minutos.
  • Você pode associar canela para um sabor melhor.

Hortelã-pimenta: o ingrediente ativo é o mentol, sendo usado para tratar cólicas e gases. Esse fitoterápico é excelente como chá, e tem efeito calmante imediato no seu estômago.Recomendado também para os pacientes com Síndrome do cólon irritável. Tem efeito antiespasmódico no trato digestivo. Pode ser usado como suplemento.

Aloe vera: essa planta nativa da África tem poderoso efeito anti-inflamatório. Muitos a usam como tratamento tópico para queimaduras de sol, além de irritações de pele.Porém, como bebida, acalma o desconforto do estômago, melhora a digestão e evita o refluxo.Procure um produto orgânico, sem aditivos ou açúcar. Aconselho um copo pela manhã, de estômago vazio, por ao menos 1 mês ou até os sintomas persistirem

Ácido hidroclorídrico: permite a criação de um ambiente no qual o EIE pode sarar.A suplementação com cloridrato de betaína-pepsina pode ajudar a recuperara digestão normal.Mas, lembre-se: o tratamento com ácido clorídrico pode ser perigoso e deve ser usado somente sob orientação médica, caso ele entenda que é o seu caso.

Na verdade, é um tratamento completamente natural e equivale à reposição de algo que está em falta no seu organismo, ao invés de reprimir uma substância essencial.

Vinagre de maçã: também ajuda na produção de ácido hidroclorídrico, um forte aliado da digestão.Conforme vamos envelhecendo perdemos muito da acidez, e essa é uma importante ação do vinagre de maçã que pode ajudar na prevenção dessa perda. Portanto, pode-se ter indigestão tanto por falta como por excesso de acidez. O que precisamos é encontrar um equilíbrio de pH.É por isso que um pouco de vinagre de maçã antes das refeições ou durante as mesmas pode ajudar a regular essa acidez que vai normalizar a digestão.


Referências bibliográficas:

– Am J DigDis. Apr1973;18(4):295-9
– Aliment PharmacolTher. 2004;19(7):739-747.
– Jama. 2006 Dec 27;296(34)2947-53
– Molecular Nutrition & Food Research Mar 2007, 51(3):324-32
– Phytomedicine Jun 2008, 15(6-7):391-9
– GastroenterolHepatol (NY). 2009 Oct; 5(10): 725-734
– J Med Assoc Thai. 2010 Mar; 93(3): 366-72

Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER