Saúde

A leptina e a perda de peso

Esse hormônio, que é produzido pela gordura, tem a função de dizer ao cérebro como andam as reservas de energia. Se estão baixas, sente-se fome. Altas, levam à sensação de saciedade.

Nas pessoas cujo organismo oferece resistência à ação da leptina, e que podem ser identificadas por um simples exame de sangue, a mensagem de saciedade não chega corretamente ao cérebro.

Resultado: faminta, a pessoa continua a comer e a estocar gordura, o açúcar no sangue se eleva induzindo à resistência à insulina, a pressão aumenta e abrem-se espaços para doença cardíaca e envelhecimento acelerado.

Artigo anteriorPróximo artigo
Médico, iniciou sua carreira como cirurgião vascular e se especializou em Medicina Preventiva Ortomolecular. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva.

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">