Prevenção

20 Dicas para Reduzir o seu Risco de Câncer de Próstata

Para se ter o máximo de saúde e evitar o aparecimento de doenças crônicas, é fundamental que você tenha as seguintes atitudes benéficas em relação à alimentação. Ela é o principal fator preventivo que podemos ter em todos os aspectos da nossa vida, o que não é diferente no caso do câncer de próstata, tanto na prevenção como no tratamento.

Veja então essas 20 dicas:

  1. Procure se alimentar de acordo com o seu tipo metabólico. (Se não sabe qual é o seu, faça o teste aqui).
  2. Consuma muitos vegetais crucíferos, que possuem propriedades anticâncer, como a couve-flor e o brócolis. Eles contêm um tipo de sulforafane, um agente altamente protetor de câncer e redutor de risco de malignidade. Nos indivíduos de tipo metabólico proteína, evite o brócolis e dê preferência à couve-flor. Nos outros tipos metabólicos (carboidrato e misto), não há problema em se consumir estes 2 vegetais.
    Além disso, parece que o brócolis tem ingredientes que ativam genes que previnem o desenvolvimento de câncer e neutraliza genes que ativariam a disseminação de tumores. Esses dois vegetais colaboram também no controle do excesso de estrógeno, o verdadeiro inimigo da próstata.
  3. Consuma vegetais frescos ou smoothies verdes. Inclua na bebida tomate e melancia, que são fontes ricas em licopeno.
  4. Limite a ingesta de alimentos refinados como:
    – carboidratos de alto índice glicêmico, como açúcar, pão, pasta e grãos.
    – a maioria dos peixes, pela alta concentração de mercúrio e PCB.
    – laticínios pasteurizados.
  5. Vitamina E: consuma cerca de 400 iu por dia, mas somente da forma natural – evite a sintética, que perde muito em benefícios.
  6. Selênio: cerca de 200 mcg por dia, potente inibidor de desenvolvimento de células cancerosas.
  7. Mantenha níveis altos de vitamina D, com apropriada exposição ao sol e/ou use um suplemento se necessário. Mas lembre-se que a vitamina D não pode ser usada como monoterapia, há necessidade de vitamina K2, cálcio e magnésio, para que traga benefícios. Basicamente, é a colocação do cálcio nos ossos, o que não ocorre se for feita só a monoterapia. Deve-se monitorar o seu nível de vitamina D para se evitar toxicidade.
  8. Controlar a sua insulina, pois nas situações de resistência à insulina ocorre aumento de risco de obesidade, doença cardiovascular, Alzheimer e câncer de próstata, no caso por induzir maior produção de estrógeno, que é o grande vilão.
  9. Atividade física que, além de ativar o seu sistema imunológico, melhora o seu nível de insulina.
  10. Faça sexo regularmente, é importante para a sua saúde da próstata.
  11. Ômega 3 de origem animal, sem metais tóxicos e reduzir a ingesta de ômega 6, presente em óleos vegetais hidrogenados ou parcialmente hidrogenados. Evite também produtos industrializados, pois assim você reduz o seu risco de inflamação silenciosa e doença.
  12. Monitorar o seu nível de ferritina, pois altos níveis de ferro estão correlacionados com maior risco de câncer.
  13. Reduzir o estresse emocional, pois cerca de 85% das doenças são causadas pelas emoções.
  14. Dormir quantidade de horas suficientes, cerca de 8 horas.
  15. Evite frituras e priorize os alimentos fervidos, escaldados ou no vapor.
  16. Evite estatinas, pois segundo os estudos elas estão correlacionadas com aumento de câncer de próstata.
  17. Associar saw palmetto. Segundo os estudos, ele reduz a incidência de câncer de próstata. Há mais de 100 artigos sobre esse assunto na literatura médica.
  18. Monitorar os seus níveis de testosterona, pois ao contrário do que se acreditava, restaurar e manter níveis adequados no envelhecimento do homem parece não promover o câncer, segundo amplos estudos do Dr. Abraham Morgentaler.
  19. Crisina. Importante fitoterápico que deve ser associado em caso de reposição hormonal por evitar aromatização, gerando aumento de estrógeno que, como comentado mais acima, é o grande vilão para a próstata
  20. Gengibre. Tem ação anti-inflamatória e antioxidante. Estudos recentes mostram também propriedade anticâncer.

Associado a essas medidas, após os 40 anos, faça acompanhamento com o seu urologista de tempos em tempos. Fique de olho para que sua próstata tenha também uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Journal of Human Nutrition and Dietetics June 2009; 22(3):187-99
  • Prostate December 2011; 71(16): 1818-1824
  • JAMA. 1996 Jan 3;275(1):55-60.
  • Journal of Steroid Biochemistry 1984 January, 20(1):459-64
  • Nutrition, 1996 May; 12(5):344-8.
  • LifeExtension Magazine, A. Morgentaler, M.D., 2008 December.
  • American Journal of Clinical Nutrition April 2008; 87(4):985-92
  • The British Journal of Nutrition August 18, 2011
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER