Alimentação

10 Táticas para Reduzir a Inflamação Silenciosa e Promover Saúde e Longevidade

1) Corrigir suas gorduras

Consuma mais gordura saturada boa, como manteiga, banha não hidrogenada e óleo de coco extravirgem, e procure reduzir ao máximo os óleos poliinsaturados pró-inflamatórios, como óleo de milho e soja. Não se preocupe: as gorduras saturadas (gorduras que se mantêm sólidas à temperatura ambiente) não vão obstruir suas artérias.

O sistema circulatório humano não é como o encanamento da sua casa. A gordura só se adere as suas artérias em resposta à inflamação elevada. Sem isso, ela não se adere. Sei que isso é difícil de acreditar, pois estamos há 60 anos recebendo uma informação distorcida de que gordura saturada causa doença cardiovascular – algo completamente falso, já provado por um grupo de pesquisadores, que descobriram que a dieta deve variar entre 60% e 70% de gordura, a maioria saturada. Ela está associada com os melhores resultados de saúde.

Com isso, você tem dupla vantagem. Primeiro, porque o milho e soja desses óleos são inflamatórios por si só, e as versões modernas são praticamente todas transgênicas, também pró-inflamatórias.

Segundo: substituindo-os por gordura saturada saudável, de origem animal, não-transgênica, você evita 2 fontes de inflamação, e caminhará rumo à saúde abundante.

2) Não aqueça óleo de oliva

Esse óleo, que é o querido da grande maioria da nutrição acadêmica, por ser monoinsaturado, é mais estável do que os polinsaturados. Sim, ele é perfeitamente saudável para consumo, desde que não aquecido. Use à vontade em saladas.

Porém, se você vai precisar aquecer, fritar ou cozinhar, fique com os óleos saturados mencionados anteriormente, que não vão se oxidar e gerar resposta inflamatória.

3) Consuma pouco carboidrato

Aqui me refiro a alimentos refinados industrializados. Além disso, reduza açúcar a virtualmente zero. Isso é difícil para muitas pessoas. E me refiro também a todo tipo de adoçante, como xarope de milho rico em frutose, mel, melado, xarope de bordo real ou artificial, etc…Todos elevam a glicemia e induzem à inflamação silenciosa.

4) Use ômega 3

Mesmo que a gordura saturada geralmente seja a melhor, ingira quantidade adequada de ômega 3, um ácido graxo essencial. Como o nome já diz, ele é essencial, e precisa ser adquirido por dieta.

Infelizmente, hoje se consome muito ômega 6, abundante em óleo de soja, milho e canola, desequilibrando a relação ômega 3: ômega 6, que deveria ser 1:1, no máximo 1:3. Mas o que se vê são níveis acima de 1:20.

Portanto, a solução é consumir mais peixes de águas frias, como salmão, em especial o do Alaska. Se você não come salmão, consuma ao menos 3g de ômega 3 de qualidade. Outra fonte rica em ômega 3 são os animais criados à pasto, em especial o gado, que é uma fonte rica desse ácido graxo.

5) Beber mais água

Como todas as funções metabólicas dependem de água, tê-la em quantidade suficiente é ótimo. Procure consumir água de filtragem de osmose reversa.

6) Turmeric (açafrão)

Potente neutralizador de inflamação silenciosa. Quando os pesquisadores estudaram idosos de um lugarejo da Índia, observaram que a Doença de Alzheimer não ocorria nesse lugar.

E mais, na Índia e em Okinawa, no Japão, a incidência de Alzheimer é virtualmente zero. O que essas pessoas tem em comum? Consomem curry nas refeições ou na forma de chá, o que certamente contribui para esta condição.

7) Bromelaina

Procure usar entre as refeições a bromelaina, um extrato originado do abacaxi, que ajuda a reparar os danos celulares e inibe inflamação.

8) Probióticos

O desequilíbrio da ecologia intestinal gera inflamação do cólon, e consequentemente pode causar inflamação crônica. Consuma regularmente probióticos com lactobacilos.

9) Adicione ao menos alguns dos seguintes alimentos na sua dieta

Cada um destes elementos tem efeito anti-inflamatório: cacau orgânico, goji berry, aloe vera, pólen de abelha, geléia real, alga marinha, spirulina, fitoplancton marinho, maca, coco, açaí, clorela, camu-camu, resveratrol, boswella, gengibre e outros.

10) Jejum prolongado

O jeito certo de ter uma vida curta e sem saúde, é se alimentar constantemente, pois isso piora a inflamação. As pesquisas mostram que o jejum prolongado, mesmo que seja por poucas horas, já apresenta resultado a nível de redução de inflamação.

Se você quer ter uma vida vibrante, livre de doenças, lembre-se: mude os óleos que você usa para cozinhar, eliminando todos os óleos vegetais hidrogenados ou parcialmente hidrogenados e substitua-os por manteiga, óleo de coco ou banha de porco não hidrogenada. Assim, já terá dado um enorme passo para a Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • BMJ October 2013;347:f6340
  • American Journal of Clinical Nutrition 2010 Mar;91(3):535-46
  • American Journal of Clinical Nutrition March 2010: 91(3); 502-509
  • Natural News.com, Jan 23, 2012
  • Authority Nutrition, March 9, 2014
  • American Journal of Clinical Nutrition 2010 Nov; 92(5):1223-33
  • Journal of Nutrition 2001: 131(2); 231-234
  • American Journal of Clinical Nutrition June 2009: 89(6); 1946
  • Neurogastroenterology. March 2011: 23(3); 255
  • Nutraingredients.com Sept 12, 2010
  • Livro Sinal Verde para a Carne Vermelha. Editora Gaia.
  • Livro Óleo de coco: a gordura que pode salvar sua vida. Editora Gaia
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER